Posted Janeiro 30, 2017 by equipetribuna in Destaques
 
 

Obras no Corredor Dom Pedro geram o plantio de 62 mil mudas de árvore em 2016

Alunos da rede pública de ensino participam de plantio que ocorreu em Jarinu

Maior parte é referente à compensação ambiental das obras de implantação das marginais da rodovia D. Pedro I, em Campinas

As obras de modernização das rodovias do Corredor Dom Pedro, além de gerarem mais segurança e melhores condições de tráfego aos motoristas, trazem outro benefício importante à população dos 17 municípios que são cortados pela malha viária administrada pela Rota das Bandeiras. Somente durante o ano de 2016, 62.762 mudas de árvores nativas foram plantadas pela Concessionária, como compensação ambiental pelas intervenções realizadas.

A maior parte do plantio ocorreu por conta da implantação das vias marginais da rodovia D. Pedro I (SP-065), no trecho de Campinas. Somente esta intervenção gerou 56.399 novas mudas à região em 2016. O projeto foi desenvolvido em conjunto com o Corredor das Onças, uma iniciativa do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) que visa à melhoria da qualidade e quantidade de água no interior de São Paulo, por meio da reconexão de fragmentos florestais, a partir da restauração das margens dos rios e de suas nascentes, assim como a formação de corredores ecológicos.
A Concessionária realiza ainda programas socioeducativos focados no meio ambiente: escolas públicas são identificadas próximas às obras e compensações ambientais e seus alunos são levados para iniciar o plantio compensatório. Eles também assistem a palestras de conscientização sobre a importância do meio ambiente.
Além das marginais da D. Pedro I, obras no acesso do km 137 da rodovia Prof. Zeferino Vaz (SP-332), em Cosmópolis; no km 81 da rodovia Eng. Constâncio Cintra (SP-360), em Itatiba; e nos km 7 e 90 da D. Pedro I, em Jacareí e Jarinu, contaram com compensação de árvores nativas.
“A questão ambiental é uma preocupação mundial e não é mais apenas para as gerações futuras. Hoje, nós já estamos sofrendo com o desequilíbrio ambiental. Por isso, a Concessionária tem um cuidado muito grande em relação a este assunto: atuamos na mitigação de impacto ambiental desde os projetos das obras, execução e operação de nossas rodovias. Para nós, é muito importante cooperar para o desenvolvimento da região e, por isso, sempre buscamos áreas de compensação ambiental que formam corredores ecológicos e protegem nossos cursos d’água”, destaca o coordenador de Meio Ambiente da Rota das Bandeiras, Bruno Gibson.
Desde o início da concessão do Corredor Dom Pedro, em abril de 2009, a Rota das Bandeiras já executou o plantio de 183.127 mudas, entre ipês, cedros rosa e outras espécies de árvores nativas. As obras realizadas pela Concessionária estão previstas no Programa de Concessões Rodoviárias do Estado de São Paulo.
Ao todo, o Corredor Dom Pedro conta com 297 km de extensão. A Concessionária é responsável pela administração das rodovias D. Pedro I e José Roberto Magalhães Teixeira (SP-083), além de trechos das vias Eng. Constâncio Cintra, entre Itatiba e Jundiaí; Prof. Zeferino Vaz, entre Campinas e Mogi Guaçu; e Romildo Prado (SP-063), entre Itatiba e Louveira.

. . .




equipetribuna