Posted Março 13, 2017 by equipetribuna in Paulínia
 
 

Paulínia investiga novo caso suspeito de febre amarela

Segundo a Prefeitura, o paciente é morador da cidade de Cosmópolis, mas está internado no Hospital de Paulínia

Neste ano, cidade já teve dois casos importados de Minas Gerais e uma morte

A Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo confirmou que Paulínia está investigando um novo caso suspeito de febre amarela. Segundo a pasta, o paciente viajou para as regiões de Araraquara e Sorocaba, onde há municípios com recomendação para vacina.

Neste ano, Paulínia já teve dois registros de moradores que foram infectados pelo vírus durante viagem a Delfinópolis (MG), perto da Serra da Canastra. A professora Joversi do Prado Santos Guardia, de 47 anos, chegou a ficar internada no Hospital de Clínicas da Unicamp, mas não resistiu. Já a sobrinha dela, de 32, foi contaminada, recebeu atendimento médico e se recuperou.
A Prefeitura informou que o caso suspeito refere-se a um morador de Cosmópolis, que está internado no Hospital Municipal, mas ele não corre risco. A notificação, segundo o Executivo, foi feita ao estado porque entre as hipóteses de diagnóstico do paciente está a febre amarela, mas ainda não estão descartadas outras possibilidades como dengue ou febre maculosa.
A administração municipal destacou também que não há circulação do vírus no município e dos mosquitos que são vetores (haemagogus e sabethes), e mantém ações contínuas para combate ao Aedes aegypti, transmissor de doenças como dengue, zika e chikungunya.

. . .




equipetribuna