Posted junho 6, 2017 by equipetribuna in Destaques
 
 

Troca de experiências gera novos negócios entre empreendedores do Braskem Labs

Durante quatro meses, o Braskem Labs vai reunir um grupo de 12 empreendedores selecionados e ajudá-los a vencer os desafios do mundo dos negócios

Programa de aceleração de startups, com inscrições abertas até 24 de maio, proporciona oportunidades dentro e fora das mentorias

 

urante quatro meses, o Braskem Labs vai reunir um grupo de 12 empreendedores selecionados e ajudá-los a vencer os desafios do mundo dos negócios. Além de oferecerem visão estratégica, dicas de gestão e análise sobre os pontos fortes e fracos de cada empresa, os encontros para mentorias também são uma oportunidade para conectar os empreendedores entre si e seus projetos. Em alguns casos, uma simples conversa pode levar a um novo cliente.
Foi o caso das empresas Piipee, Wise Waste e Nanovetores, participantes da última edição do programa, em 2016. O diálogo entre os empreendedores começou durante as mentorias coletivas e os encontros, realizados junto com executivos da Braskem e especialistas do mercado, e levaram ao desenvolvimento de novos produtos em parceria. Para os participantes do Braskem Labs, foi mais uma chance de maximizar os seus negócios.
A Wise Waste e a Nanovetores, por exemplo, estão desenvolvendo juntas um produto com aplicação de nanotecnologia em polímeros reciclados. Já o Piipee, também em parceria com Wise Waste, está buscando a melhor solução para o lançamento de um produto final com material reciclado. As ideias discutidas e os novos produtos ainda estão em fase de pesquisa, com previsão de lançamento no mercado brasileiro entre o segundo semestre deste ano e 2018.
Criado no Rio Grande do Sul, o Piipee é um produto à base química que reduz em até 80% o consumo de água nos vasos sanitários, substituindo o uso da descarga tradicional após urinar. “O Braskem Labs não é simplesmente planilhas e teoria, mas um programa com muita prática, onde somos conectados de verdade ao mercado”, afirma Ezequiel da Rosa, fundador da Piipee.
A Wise Waste oferece soluções em logística reversa e engenharia circular em todo o Brasil, atuando na fabricação, consumo, descarte e reciclagem de produtos feitos de plástico. Para Guilherme Brammer, fundador da empresa, o programa fortaleceu o encontro entre os participantes – e ajudou a identificar novas oportunidades. “O programa proporcionou muito a conversa entre as empresas, que muitas vezes enfrentam os mesmos problemas. As mentorias e os encontros pessoais foram fundamentais para entender onde podíamos contribuir para fechar negócios futuros. Além disso, ser acelerado pelo Braskem Labs foi importante porque dá credibilidade aos nossos projetos.”
A Nanovetores tem inspiração na nanotecnologia sustentável para o desenvolvimento de sistemas de nano e microencapsulação de ativos cosméticos e têxteis. Após a participação no Braskem Labs, o Piipee e a Wisewaste também tornaram-se fornecedores da Braskem.
Em sua terceira edição, o programa é uma iniciativa da Braskem, a maior petroquímica das Américas, em parceria com ACE, considerada a melhor aceleradora de startups da América Latina pelo Latam Founders.

. . .




equipetribuna