Posted agosto 7, 2017 by equipetribuna in Esportes
 
 

Escola de Bicicross recebe incentivo ao esporte da Braskem e Banco ING via Governo Federal

O projeto atende alunos de 5 a 18 anos de idade, algumas delas portadores de necessidades especiais. As aulas são oferecidas gratuitamente de segundas, quartas e sextas

A Associação Paulínia Racing Bicicross comemora seus 20 anos de existência em 2017, com a captação de verbas do Governo Federal que irão garantir a continuidade de suas atividades. Por meio da Lei de Incentivo ao Esporte, a entidade captou o patrocínio da Braskem Petroquímica S.A e do Banco ING, e irá beneficiar via Projeto Escola de Bicicross cerca de 150 crianças e adolescentes com atendimentos especializados de nutricionista, fisioterapeuta e coordenador técnico, além de novos uniformes e capacetes.
O anúncio contou com a participação do prefeito Dixon Carvalho (PP), da Relações Institucionais da Braskem, Thaís Minelli Rodrigues, do secretário de Esportes e Recreação (SER), Caio Carneiro Campos e do ex-aluno e hoje presidente do Paulínia Racing, Júlio Brustolin ao lado de toda equipe da Associação, parceiros, pais e familiares, e do vereador Marcelo D2 (PROS).
O projeto sócio esportivo que já formou diversos campeões na cidade, com títulos estaduais, nacionais e internacionais, se destaca pela ideologia de fortalecimento da formação educacional, onde conta também com os serviços de assistente social que realiza orientações em relação à educação em geral, a prática esportiva, a qualidade de vida da família e a saúde mental dos indivíduos. Estas orientações são importantes para que pais e alunos possam relatar suas dificuldades na escola, em casa e no próprio Bicicross.
“É uma alegria chegar aqui hoje e ver que o trabalho continua crescendo, e para a Braskem é um prazer renovar essa parceria agora através da Lei Federal”, comentou Thaís Minelli.
Dentre os objetivos do projeto, a associação se dispõe através de uma diretoria formada por voluntários, pais de alunos e amantes do esporte, em promover o acesso democrático ao Bicicross, por meio de atividades gratuitas destinadas a crianças e adolescentes, incluindo atividades práticas da modalidade e ações integradas de inclusão social, desenvolvimento educacional, físico, mental e social dos participantes do Projeto, oferecendo oportunidades reais dos talentos revelados seguirem carreira desportiva através de programas oficias disponíveis no país.

Reconhecimento
A empresária Solange Vasconcelos, 46 anos, mãe do aluno Gilberto, 10 anos, agradeceu ao trabalho de toda equipe da Escola de Bicicross, destacando como as atividades foram transformadoras para o filho e toda a família. “Queria agradecer aos professores, e toda equipe, daqui. Sempre são grandes estimuladores. Até eu mesmo fiz aulas, corri e ganhei uma medalha”, contou.

O projeto
O projeto atende, em sua maioria, alunos de 5 a 18 anos de idade, algumas delas portadores de necessidades especiais, e também alunos inscritos no CRAS (Centro de Referência de Assistência Social), por oferecer serviços da Proteção Social Básica nas áreas de vulnerabilidade e risco social.
As aulas são oferecidas gratuitamente de segundas, quartas e sextas, nos períodos da manhã e tarde em alternância aos horários da educação escolar, o qual é condição predominante para a frequência e crescimento esportivo do aluno.
O Paulínia Racing Bicicross conta ainda com o apoio da Prefeitura de Paulínia, como modalidade esportiva da Secretaria de Esportes (SMESP) e com desenvolvimento de ações voltadas ao Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vinculados junto ao munícipio, através da Secretaria de Assistência Social (SMAA).

. . .




equipetribuna