0
Posted September 4, 2013 by equipetribuna in Ação Social
 
 

Miss São Paulo World dissemina solidariedade

 Victória Elisa contribui com projetos sociais, promovendo a solidariedade

Victória Elisa contribui com projetos sociais, promovendo a solidariedade

A trajetória da Miss São Paulo World Victória Elisa Ceotto 2014 é constituída de muita beleza, simpatia, mas também muito entusiasmo pelas causas sociais.
Mesmo com uma vida atribulada, por conta dos compromissos como Miss, Victória é focada também nos trabalhos sociais. Ela esteve em Paulínia por duas vezes, onde contribuiu para a Campanha do Agasalho 2013 e visitou a Aupacc (Amigos Unidos Por Amor Contra o Câncer). Foi uma experiência incrível, pois eu vivi de perto  a dor  de ter alguém com câncer na família. Minha mãe passou por um câncer de mama em 2011, e poder contribuir e doar fez toda diferença ao meu coração. Acredito pequenos atos geram grandes ações. Uma pequena pedra quando cai no lago, reverbera várias ondas”. Como Miss São Paulo posso estar presente em causas sociais que talvez não tivesse noção que existiram. É dessa forma e com este título que eu quero contribuir com um mundo melhor.
Victória também possui um projeto voltado à área social. “Depois que venci o Miss São Paulo me vi diante de uma grande oportunidade. Apoiar um projeto social ou criar um. Resolvemos criar um novo projeto para que mais pessoas se beneficiassem dele. Foi criado um Instituto o qual dei o nome da minha mãe “Instituto Eliana Pigatto“, que  tem o objetivo de oferecer suporte físico, mental, emocional e espiritual diante das doenças diagnosticadas e também trabalhar com a prevenção das mesmas. Oferecendo amor, carinho e afeto para as pessoas que se encontram diante de alguma adversidade. O Instituto conta com uma equipe multidisciplinar voltado para o despertar do indivíduo para a auto cura”.

Trajetória de Miss

Ainda criança Victória já se destacava por ser bonita e alta para sua idade , atributos herdados de sua família. “Minha mãe foi Miss Americana e Miss Alagoas e por mais que eu ouvisse que eu levava jeito, não me atraia”. Ela conta que ao dar um passeio com o pai decidiu se inscrever para o Miss Americana ganhando seu primeiro título. “Foi onde pude sentir e perceber que eu gostava mais de ser “ Miss “ do que “ modelo “ mesmo as duas terem uma relação”. Posteriormente Victória venceu o Miss São Paulo Juvenil e este ano o Miss Mundo São Paulo na categoria adulto.” Quero fazer um lindo reinado como Miss São Paulo, me preparar muito bem para representar este maravilhoso estado no Miss Mundo Brasil e depois, como Miss Brasil, ir mais além, e com o projeto social, pois este não terá prazo de validade como a carreira de Miss e Modelo. Acredito que ganhar este título foi para dar vida ao Instituto Eliana Pigatto”.





. . .





style=”display:inline-block;width:468px;height:60px”
data-ad-client=”ca-pub-3563413379952691″
data-ad-slot=”2214916806″>


equipetribuna