Início Destaques Alunos da Escola Parque dos Servidores terão novo prédio

Alunos da Escola Parque dos Servidores terão novo prédio

O anúncio aconteceu durante uma reunião com alunos, pais e vereadores, realizada na quinta (3)
O anúncio aconteceu durante uma reunião com alunos, pais e vereadores, realizada na quinta (3)

A secretária de Educação de Paulínia, Rita Lanza, anunciou nesta quinta-feira (03) que os alunos da Escola Estadual Parque dos Servidores irão mudar para um novo prédio até o final de abril. O comunicado foi feito durante reunião realizada na Secretaria de Educação com representantes de alunos, levados por Anderson Henrique, o pai de aluno, Antônio Castro, e o vereador Ademilson Jeferson Paes, o Tiguila. Mais de 700 alunos serão beneficiados com a transferência.

De acordo com a secretária, ela participou ontem (02) de uma reunião na Secretaria Estadual de Educação, em São Paulo, e ficou acertado que os alunos poderiam ser transferidos para o prédio da Facp (Faculdade de Paulínia) o quanto antes. “Agora só estamos finalizando o contrato e até o final do mês a transferência será concretizada”, garantiu.
Desde que assumiu a administração, em julho de 2013, o prefeito Edson Moura Junior tem pedido agilidade para resolver a questão da Escola Parque dos Servidores, pois o prédio em que estava instalada não era adequado devido à falta de manutenção e infestação de escorpião. A Secretaria de Educação já havia oferecido no ano passado um novo espaço para a instalação da escola, porém, para que a mudança fosse realizada, a secretaria precisava aguardar a autorização do secretário de Educação do Estado.
Desde 2012, por decisão da antiga administração, a escola está funcionando no Parque Brasil 500, no prédio em que funcionava a Faculdade São Marcos. A escola irá ficar temporariamente no prédio da Facp até que o governo estadual finalize as obras da nova sede, que está sendo construída no bairro Parque dos Servidores.
“A atual administração sempre esteve empenhada em resolver essa situação, pensando no bem-estar dos alunos. Nosso desejo era que os alunos já iniciassem o ano letivo no prédio novo, porém, tivemos que aguardar a autorização do governo do estado. Mas estamos felizes que tudo tenha se resolvido”, concluiu Rita.