Início Destaques Bonavita desiste da pré-candidatura e declara: ‘com Moura candidato, não tem pra...

Bonavita desiste da pré-candidatura e declara: ‘com Moura candidato, não tem pra ninguém’

Vereador convocou a imprensa para explicar os motivos de sua decisão

Foto: Vera Leão

Na manhã desta quarta-feira, dia 30, o vereador Francisco Almeida Bonavita Barros (PTB) convocou a imprensa para explicar a decisão da retirada de sua pré-candidatura a prefeito de Paulínia, formalizada no sábado, 26 de novembro. De acordo com ele, foram feitas várias pesquisas e todas mostram que, com o ex-prefeito Edson Moura (PMDB) pleiteando novamente a vaga do Executivo, fica praticamente impossível ser eleito para o mesmo cargo.

Segundo Bonavita, entre 2010 e 2011, foram realizadas cinco pesquisas, e em todas Moura aparece na liderança de intenção de votos. Outra possibilidade apontada pelo vereador, caso Moura não possa concorrer às eleições do ano que vem, é Edson Moura Filho, que, de acordo com o petebista, também está crescendo nas pesquisas. “Ele acompanha o pai e o povo já assimilou um com o outro. É um dos dois e as pesquisas mostram isso”, disse.

Para Bonavita, o lançamento de sua pré-candidatura, em setembro, não foi apressada. “Naquele momento, havia um cenário específico na intenção de votos. Hoje, isso mudou, por isso retirei a candidatura”. Toda a movimentação foi aceita pelo PTB, que se aliou à coligação do PMDB, e pelo deputado Campos Machado. No evento de setembro, a presença de Edson Moura chamou a atenção e gerou expectativas sobre o futuro político dele e de Bonavita.

Durante o encontro com os jornalistas, o vereador comentou sobre a suspensão dos direitos políticos de Moura por oito anos, determinados pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE). “Não vi nenhum documento que comprove isso e acredito que, até lá, ele vai reverter a situação e em 2012 teremos o melhor candidato que Paulínia merece”.

Sobre a possibilidade de Moura indicar um candidato, como aconteceu na eleição anterior, Bonavita foi convicto em afirmar que isso não vai acontecer.

“E eu sempre disse que, caso ele disputasse a prefeitura, eu não concorreria. Como tenho convicção que ele será candidato, resolvi retirar minha pré-candidatura e me colocar à disposição dele para uma parceria e sair como candidato a vice-prefeito”, finalizou.