Início Empresarial Corredor Dom Pedro recebe 608 mil veículos no feriado

Corredor Dom Pedro recebe 608 mil veículos no feriado

Rota das Bandeiras registrou 47 acidentes nas cinco rodovias sob sua administração entre os dias 05 e 09 de julho
Rota das Bandeiras registrou 47 acidentes nas cinco rodovias sob sua administração entre os dias 05 e 09 de julho

Rota das Bandeiras registrou 47 acidentes nas cinco rodovias sob sua administração entre os dias 05 e 09 de julho

A Rota das Bandeiras registrou a passagem de 608.770 veículos pelas cinco rodovias que formam o Corredor Dom Pedro durante o feriado da Revolução Constitucionalista. O movimento foi 3% acima do previsto pela concessionária, que era de 591.901.
De acordo com o setor de Tráfego da Concessionária, o maior volume de tráfego foi registrado na rodovia D. Pedro I (SP-065), que liga a região de Campinas ao Vale do Paraíba, litoral norte e Rio de Janeiro, que recebeu 466.043 veículos.
Pela rodovia Prof. Zeferino Vaz (SP-332), que vai de Campinas a Mogi Guaçu, passaram 41.066 veículos. É importante destacar que este número é parcial pois as praças de pedágio Paulínia A e B, que ficam no km 135 e km 132, respectivamente, da SP-332 não estão funcionando em razão dos atos de vandalismo registrados no último dia 3 de julho, o que impediu a contabilização do fluxo total de veículos que trafegaram pela rodovia durante o feriado. Na Eng. Constâncio Cintra (SP-360), que liga Itatiba a Jundiaí, o fluxo foi de 84.016 veículos. Já na rodovia Romildo Prado (SP-063), que liga Itatiba a Louveira, 31.486 veículos foram contabilizados.

Acidentes

A Concessionária Rota das Bandeiras registrou também uma vítima fatal durante o feriado, redução de 50% em relação ao mesmo período do ano passado. O dado chama atenção porque, em 2012, o feriado caiu em uma segunda-feira e foram apenas três dias de operação especial de monitoramento do tráfego. Por outro lado, houve aumento no número de acidentes. A Concessionária registrou 47 acidentes nas cinco rodovias sob sua administração durante os quatro dias do feriado prolongado, 35% a mais do que foi contabilizado no mesmo feriado do ano passado, em três dias de operação. Foram 18 vítimas leves e quatro em estado grave.
Do total de acidentes, a maioria se concentrou na rodovia D. Pedro I (SP-065), que também recebeu o maior volume de tráfego. Foram 24 acidentes. O destaque do balanço ficou para o anel viário Magalhães Teixeira (SP-083), que registrou apenas um acidente. Na rodovia Professor Zeferino Vaz (SP-332), foram 12 acidentes, na Eng. Constâncio Cintra (SP-360), sete e na Romildo Prado (SP-063), dois.
O balanço leva em consideração as ocorrências registradas entre a zero hora de sexta-feira, 05 de julho, e meia-noite da última terça-feira, dia 09 de julho, no comparativo com o mesmo período do ano passado.
Ao longo do feriado, a Concessionária reforçou a equipe de inspeção de tráfego e também no atendimento das praças de pedágio. As viaturas operacionais, como guinchos e ambulâncias, foram posicionadas em pontos estratégicos do Corredor Dom Pedro, de acordo com a característica de fluxo do feriado de Corpus Christi.