Início Empresarial DuPont expande Centro de Pesquisa & Desenvolvimento de Paulínia

DuPont expande Centro de Pesquisa & Desenvolvimento de Paulínia

A apresentação do novo laboratório contou com a presença de John Julio Jansen, vice-presidente de Biociências Industriais para a DuPont na América Latina, Marcelo Okamura, líder do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento de Paulínia e Zusanne Nagy, líder da divisão de Eletrônicos & Comunicação para a DuPont América Latina
A apresentação do novo laboratório contou com a presença de John Julio Jansen, vice-presidente de Biociências Industriais para a DuPont na América Latina, Marcelo Okamura, líder do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento de Paulínia e Zusanne Nagy, líder da divisão de Eletrônicos & Comunicação para a DuPont América Latina

Desde 2009, a DuPont investiu um total de US$ 22 milhões no projeto de expansão de seu Centro de Pesquisa e Desenvolvimento no município

A DuPont Brasil anuncia mais uma etapa do projeto de expansão do seu Centro de Pesquisa & Desenvolvimento, localizado em Paulínia. Com as novas instalações, a empresa totalizará US$ 22 milhões em investimento na nova construção, que foi iniciada em 2009, com laboratórios e espaços especialmente projetados para viabilizar atividades de colaboração entre a DuPont e seus parceiros comerciais.
Com a inauguração do Laboratório de Desenvolvimento de Aplicações, o Centro de Pesquisa de Paulínia contemplará áreas dedicadas para soluções que atendam os mercados de Tratamento de Sementes, Biociências Industriais e Impressão Flexográfica.
Os laboratórios de Biociências Industriais, por exemplo, apoiarão o desenvolvimento de novas aplicações com parceiros e universidades, permitindo a troca de conhecimento e a conexão com os cientistas que atuam nos 150 centros de Pesquisa & Desenvolvimento da DuPont no mundo. “Com os investimentos, ampliaremos a nossa atuação na América Latina por meio de aplicações que atendam necessidades específicas de nossos clientes, proporcionando mais agilidade nos processos de análises”, comenta John Julio Jansen, vice-presidente de Biociências Industriais para a DuPont na América Latina.
Já o Laboratório de Tratamento de Sementes permitirá análises qualitativas dos processos de tratamento e da performance das sementes. O investimento ocorre um ano depois da DuPont anunciar o ingresso no mercado de tratamento de sementes por meio do inseticida DuPont™ Dermacor®. Com o uso do produto, a proteção é ativada ainda no processo de germinação, quando a água presente no solo inicia a solubilização do inseticida, que é absorvido pelas radículas e parcialmente translocado para a parte aérea da planta, dando uma proteção completa na fase inicial da cultura.
“A inovação é um fator decisivo para o sucesso do agronegócio brasileiro. Graças ao desenvolvimento de tecnologias mais eficazes, ajudamos o agricultor a combater as principais pragas presentes no campo, melhorando a produtividade”, destaca Mário Tenerelli, vice-presidente da divisão de Proteção de Cultivos da DuPont Brasil.
“O laboratório permitirá testes de novos ingredientes ativos, novas formulações e estudos diversos envolvendo desde a cobertura das sementes, passando pela germinação até a medição do vigor das plantas e das raízes”, explica Marcelo Okamura, líder do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento de Paulínia.
Outra área beneficiada com a expansão do Centro de Inovação é a de Impressão Flexográfica. O novo laboratório disponibilizará os mais avançados equipamentos da linha DuPontTM Cyrel®, permitindo diversas combinações de tecnologia no processo de impressão.“O laboratório é o primeiro da América Latina exclusivamente dedicado a auxiliar os clientes da região em processos de melhoria, oferecendo suporte técnico, treinamentos e testes para simular diferentes tipos de aplicações”, explica Zusanne Nagy, líder da divisão de Eletrônicos & Comunicação para a DuPont América Latina. A previsão é que o Laboratório de Flexografia Cyrel® entre em operação a partir de novembro de 2015.