Início Paulínia Em Paulínia, presidente do TJ-SP defende objetividade na linguagem jurídica

Em Paulínia, presidente do TJ-SP defende objetividade na linguagem jurídica

O Theatro de Paulínia ficou lotado; atuantes e estudantes da área jurídica agora esperam pelo próximo encontro, que acontece no dia 28
O Theatro de Paulínia ficou lotado; atuantes e estudantes da área jurídica agora esperam pelo próximo encontro, que acontece no dia 28

Em palestra sobre o futuro do judiciário para aproximadamente 1.200 pessoas, o desembargador e presidente do TJ-SP (Tribunal de Justiça) de São Paulo, Renato Nalini, defendeu a informatização e mais objetividade na linguagem jurídica. O evento foi realizado no Theatro Paulo Gracindo de Paulínia, na terça-feira (19), como parte da programação do I Mês Jurídico, organizado pela Secretaria de Negócios Jurídicos.
Nalini explicou que a corte que dirige tem cerca de 20 milhões de processos em andamento. “É necessário uma mudança na cultura jurídica. O que poderia ser dito em poucas linhas é dito em dez páginas. Até o meio ambiente seria beneficiado. Também é preciso informatizar tudo. A conta tem ficado elevada para a sociedade”, disse o desembargador.
O presidente também relatou que os cursos de Direito deveriam ter como foco formar profissionais com maior capacidade de conciliação. O objetivo é evitar que qualquer demanda acabe virando processo judicial. “O advogado precisa ter mais informação sobre psicologia durante a graduação e orientar seus clientes a terem mais diálogo”, explicou.
O desembargador Francisco Rossi proferiu uma palestra sobre administração pública. Em sua exposição, Rossi lembrou que o gestor público precisa levar em conta princípios como impessoalidade, publicidade, eficiência, moralidade, isonomia, motivação, razoabilidade, boa fé e confiança no próximo e segurança jurídica. “Se o gestor público aplicar esses princípios, a vida em comunidade será melhor para todos”, afirmou.
O prefeito de Paulínia, Edson Moura Júnior, disse que a finalidade do evento é discutir medidas que podem melhorar a vida em sociedade. “Alunos de Direito e moradores da cidade estão tendo a oportunidade de ampliar seus horizontes e de pensar a construção de um mundo melhor.”, afirmou.
Para o secretário de Negócios Jurídicos, Arthur Freire, as palestras foram de excelente qualidade e “apresentam caminhos para melhorar a qualidade da Justiça feita no Brasil”.
A estudante de Direito Daniela Medeiros Costa, 24, contou que as exposições a ajudaram aprofundar seu conhecimento sobre o tema. “Tudo está muito organizado e ver figuras importantes da área é fundamental para formar melhores advogados”, opinou.
O evento contou com a participação de dezenas autoridades da área jurídica e advogados.

Programação
A próxima palestra é do juiz Rodolfo Pamplona Filho, com o tema a “Evolução das Relações de Família e a MPB”, no dia 28 deste mês, a partir das 19h. A entrada é franca. Para mais informações ligue para (19) 3874-5655 ou acesse www.paulinia.sp.gov.br.