Início Paulínia Ex-candidata Nani Moura é motivo de chacota nas redes sociais

Ex-candidata Nani Moura é motivo de chacota nas redes sociais

Esposa de ex-prefeito demonstrou desconhecimento ao tentar denunciar empresa de ônibus

A manhã de sábado (11) começou tumultuada em Paulínia, devido à troca das empresas responsáveis pelo transporte público da cidade, saiu Passaredo e a Terra Auto Viação começou a operar. Os primeiros dias foram de adaptação, como já preconizado por especialistas, e claro, não faltaram vídeos, fotos e reclamação da população. Um dos que mais chamaram a atenção nas redes sociais foi um em que Nani Moura, que foi candidata a prefeita de Paulínia, tenta emplacar um flagrante da empresa, mas erra feio e viralizou como piada.
Dentre as principais queixas estavam a demora dos coletivos para passar nos pontos e a superlotação. Mas a curiosidade que agitou as redes sociais foi com relação aos letreiros que estavam com nomes de bairros do Rio de Janeiro.
Rapidamente, Nani e seus assessores foram conferir de perto, com câmeras nas mãos. Um vídeo a mostra numa tentativa de “fiscalização” e, ao reclamar disso, ela chama a atenção devido ao desconhecimento de não saber a diferença entre um bairro carioca e a marca do coletivo. “Filma ali. Aquela ali tá escrito Marcopolo, quem quiser ir para Marcopolo, no Rio, ó…”, querendo dizer que Marcopolo seria o destino do coletivo.
Mais que depressa, o vídeo estava circulando pelas redes sociais e nos grupos de discussão de Paulínia, onde os participantes não perdoaram a falta de atenção da mulher. Os comentários davam conta de que ela não entende do assunto, não mora na cidade, que seria oportunista e despreparada. “Ainda bem que uma pessoa dessas nunca será prefeita da nossa cidade”, disse um munícipe. Outro resumiu “Tadinho do tio Edson”, ao se referir ao marido de Nani, o ex-prefeito, Edson Moura, como outro morador de Paulínia “(ela é) fantoche do faraó”. Outros a compararam a ex-presidente Dilma, famosa pelos discursos irracionais “Vergonha, volta para Sumaré, ela é Dilma piorada”.