Início Esportes Governo Federal promete ajuda para recuperar equipamentos esportivos em Paulínia

Governo Federal promete ajuda para recuperar equipamentos esportivos em Paulínia

O secretário destacou que a estrutura existente hoje em Paulínia contou com grande investimento de dinheiro público e que cuidar destes equipamentos é obrigação de todo gestor

Secretário nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social visitou a cidade na última sexta-feira

Ajudar o município de Paulínia a recuperar os equipamentos esportivos e colaborar com a implantação de novos projetos na área. Esse foi o compromisso assumido pelo secretário de Esportes, Educação, Lazer e Inclusão Social do Ministério do Esporte, Leandro Cruz Fróes da Silva, durante visita realizada à cidade na última sexta-feira, dia 20.

Acompanhado pelo secretário de Esportes de Paulínia, Caio Carneiro, o representante do Ministério visitou o Mini Pantanal, localizado no Parque da Represa, o Poliesportivo do Monte Alegre e os ginásios Vicente Amatte, no Centro, e Agostinho Favaro, no João Aranha.
“É sempre muito triste ver o abandono de equipamentos esportivos tão importantes como estes. Em poucas horas, passamos por uma piscina olímpica, uma semiolímpica, por outro complexo de piscinas e por dois ginásios poliesportivos. Essa é uma quantidade de equipamentos que pouquíssimas cidades no Brasil tem”, ressaltou Leandro.
O secretário destacou ainda que a estrutura existente hoje em Paulínia contou com grande investimento de dinheiro público e que cuidar destes equipamentos é obrigação de todo gestor. “Hoje, por falta de atenção do Poder Público, por falta de cuidado e de manutenção, estes espaços chegaram neste estágio de deterioração. Acredito que o atual prefeito tem um grande desafio pela frente e com certeza, o Ministério do Esporte vai ser um grande parceiro nesta empreitada”, garantiu.

 

Encontro regional
O secretário nacional se reuniu com representantes da classe esportiva de diversas cidades da região para apresentar os programas do Ministério do Esporte disponíveis para adesão dos municípios durante o ano de 2017. O encontro foi realizado no Auditório Carlos Tontolli, na Prefeitura de Paulínia. “Viemos aqui para apresentar os programas. Agora, caberá a cada um dos municípios elaborar e inscrever os projetos para pleitear os recursos”, afirmou.
Durante o encontro, Leandro Cruz Fróes ressaltou a importância da democratização do acesso ao esporte para seja possível atingir a maior quantidade possível de jovens, crianças e adultos. “Nosso objetivo é que o esporte possa ser um instrumento de desenvolvimento humano, de melhor qualidade de vida. Queremos que ele se transforme em uma ferramenta auxiliar no processo de formação educacional, de caráter e de personalidade”, afirmou o secretário.
O encontro contou com a presença de secretários, vereadores, representantes da classe esportiva, além de cidadãos e presidentes de associações de diversas cidades da região.


Programas apresentados
Programa Segundo Tempo – Tem por objetivo democratizar o acesso à prática e à cultura do Esporte de forma a promover o desenvolvimento integral de crianças, adolescentes e jovens, como fator de formação da cidadania e melhoria da qualidade de vida, prioritariamente em áreas de vulnerabilidade social.
O programa atende jovens com idades entre 6 a 17 anos, prioritariamente os que vivem em áreas de vulnerabilidade social e matriculadas na rede pública de ensino.  A iniciativa oferece práticas esportivas orientadas por profissionais qualificados e com fundamentação pedagógica e material didático adequado.

 

Segundo Tempo – Forças no Esporte – Em parceria com o Ministério da Defesa, o Ministério do Esporte investe no programa Segundo Tempo/Forças no Esporte (Profesp) desde 2003.  A iniciativa disponibiliza o acesso à infraestrutura esportiva e administrativa das Organizações Militares. Os beneficiados contam com estruturas de ponta.
Programa Luta pela Cidadania – Lançado em 2015, o programa prevê a oferta de até quatro modalidades de lutas e artes marciais para pessoas de todas as idades, a partir dos 6 anos.
Programa Esporte e Lazer na Cidade – Criado em 2003, o programa tem como objetivo democratizar o lazer e o esporte recreativo para todos os cidadãos, inclusive pessoas com deficiência.
Programa Vida Saudável – Democratizar o acesso ao lazer e ao esporte recreativo para a pessoa idosa, incluindo pessoas com deficiência, na perspectiva da promoção da Saúde.
Projeto Brincando com o Esporte – Objetiva oferecer às crianças e jovens dos 6 aos 17 anos de idade, de todas as regiões do país, opções de esporte e lazer no período de férias escolares de janeiro. Serão realizadas atividades lúdicas, esportivas, artísticas, culturais, sociais e turísticas.
Rede CEDES – Centro de Desenvolvimento do Esporte e do Lazer – A SNELIS apoia a realização de eventos e incentiva estudos e pesquisas voltados ao esporte. Com a Rede CEDES, uma interlocução entre as Universidades aprimora o fomento e socialização de informações e conhecimentos sobre esporte e lazer.

Artigo anteriorFestival de carrinho de Rolimã volta em fevereiro
Próximo artigoClima de aventura vai invadir o Mcdonald’s