Início Paulínia Jornais divulgam supostas pesquisas fraudulentas para favorecer Tuta e Dixon

Jornais divulgam supostas pesquisas fraudulentas para favorecer Tuta e Dixon

PSDB entrou com representações contra os jornais que divulgaram as pesquisas
PSDB entrou com representações contra os jornais que divulgaram as pesquisas

As eleições estão perto de acontecer. Neste domingo, 2, milhares de brasileiros e cerca de 69 mil paulinenses irão às urnas escolher seus novos representantes.

Em Paulínia, com a proximidade do pleito, os candidatos buscam confundir o eleitor. Nesta semana diversas pesquisas foram divulgadas em jornais da cidade.

Com base no que foi divulgado, os advogados do PSDB de Paulínia entraram com representações na Justiça Eleitoral local contra os jornais “Bom Dia Paulínia” e “O Cromo”.

Confira abaixo as denúncias registradas contra os jornais citados acima.

Tuta divulga apenas parte da pesquisa

O jornal O Cromo que circulou nesta sexta-feira, 30, trouxe em sua manchete “Pesquisas apontam: Tuta deverá ser o novo prefeito de Paulínia”. Dentro do informativo assinado pelo jornalista Miguel Samuel de Araújo, uma pesquisa realizada pelo Instituto Metrópole, aponta Tuta (PPS), à frente de Pavan (PSDB) e Dixon (PP).

Segundo os advogados do PSDB, a pesquisa carrega várias irregularidades. Entre elas, estão a pesquisa ter sido encomenda por Miguel Samuel, que também é secretário-geral do PC do B de Paulínia, partido que compõe a coligação “Viva Uma Nova Paulínia”, encabeçada pelo candidato Tuta. Além disso, a mesma empresa já é alvo de representações na Justiça Eleitoral por irregularidades nas cidades de Guarujá, Jandira e Indaiatuba, sendo que nesta última cidade um jornal teve busca e apreensão solicitada pela Justiça Eleitoral, por publicar um levantamento realizado pelo instituto.

Tuta apenas divulga com maior visibilidade a pesquisa do jornal no quesito “estimulada” – quando são apresentados os nomes dos candidatos ao entrevistado. Já no quesito “espontânea” – quando a pessoa fala de forma natural o nome de seu candidato -, o empresário fica em segundo atrás de Pavan e a frente de Dixon, porém este dado é colocado em segundo plano num gráfico formato “pizza”.

O Tribuna também constatou que a arte do jornal é semelhante as imagens usadas por Tuta nas redes sociais e também em seus materiais impressos, além disso, durante toda campanha, o jornal “O Cromo” divulgou matérias favoráveis ao candidato.

Dixon e suas pesquisas

Visando favorecer o candidato Dixon Carvalho (PP), que tenta pela quarta vez ser prefeito, o tabloide “Bom Dia Paulínia” criado há três meses, manchetou: “Segundo pesquisa eleitoral registrada junto ao TRE, o candidato Dixon Carvalho é apontado à frente, e o lanterninha é o candidato Daniel Messias”.

O jornal assinado por Naum Fialho, publicou três pesquisas realizadas por “Vitória Comunicação”, “Full Marketing e Pesquisas” e “Instituto Quality Pesquisas”. Todas trazem o candidato Dixon à frente dos concorrentes, mas segundo os denunciantes, novamente há várias irregularidades nos dados divulgados.

O Instituto Vitória Comunicação foi criado em maio de 2016, e o Quality, em 19 de setembro de 2016. Já a Full Marketing e Pesquisas opera há mais tempo, mas responde por improbidade administrativa em outras cidades, como Pirangi e Presidente Prudente.

Ambas empresas possuem duas semelhanças: Não possuem registro para atuação, como determina a legislação federal e nas três atua o mesmo estático Augusto da Silva Rocha, o que de acordo com os denunciantes não é irregular, mas sim imoral.

A empresa “Quality” ainda tem como dono um funileiro e outro fato interessante é que o capital social da empresa Vitória é de pouco mais de R$ 80 mil e realizou cinco pesquisas somente em Paulínia, cujos os valores de cada levantamento custaram por volta de R$ 19 mil reais e ela própria quem bancou essas pesquisas, utilizando quase a totalidade de seu capital social só para realizar as pesquisas na cidade.

Ainda de acordo com os advogados do PSDB, é certo que a empresa realizou diversas pesquisas no estado de São Paulo e teve contra a mesma decisão de suspensão das pesquisas nas cidades de Sumaré, Araras entre outras.

Ainda cabe ressaltar que em sua primeira edição o “Bom Dia Paulínia”, homenageou Dixon e vários de seus assessores, “por bons serviços prestados a cidade”.