Início Paulínia Meio Ambiente e concessionária firmam parceria para plantio de mudas

Meio Ambiente e concessionária firmam parceria para plantio de mudas

Da esquerda para a direita: secretário de Meio Ambiente, Jorge Israel de Almeida da Silva; técnico ambiental da Rota das Bandeiras Ronaldo Brasil Jungers e biológa da prefeitura Jeanette Miachir.
Da esquerda para a direita: secretário de Meio Ambiente, Jorge Israel de Almeida da Silva; técnico ambiental da Rota das Bandeiras Ronaldo Brasil Jungers e biológa da prefeitura Jeanette Miachir.

A Sedema (Secretaria de Defesa e Desenvolvimento do Meio Ambiente) de Paulínia e a Concessionária Rota das Bandeiras firmaram na segunda-feira (05) uma parceria para reflorestar uma APP (Área de Preservação Permanente), no Parque das Flores.

Ao todo, serão plantadas 175 mudas de árvores nativas da região, como Ipês, Jatobás e Castanheiras.
As árvores irão garantir a preservação de uma nascente de água que existe no local.
O acordo é resultado da necessidade que a concessionária tem em fazer uma compensação ambiental, devido às obras de ampliação da Rodovia Zeferino Vaz (SP-332), na região de Paulínia. “Havia a necessidade de recuperar com urgência a área verde do Parque das Flores, por isso fizemos esta parceria que irá beneficiar todos os moradores”, disse Jorge Israel Almeida da Silva, responsável pela pasta.
A previsão é que as árvores sejam plantadas em outubro deste ano, com a participação de alunos de escolas municipais. “Temos que envolver a comunidade em projetos como este, para que ajudem a preservar o local que servirá de área de lazer às família que moram no bairro’’, destacou o secretário.
Todo o plantio e manutenção das mudas serão custeados pela empresa, com a supervisão dos biólogos da prefeitura.

Reunião

Na primeira semana de trabalho Silva participou de uma reunião com servidores do Parque Ecológico Armando Muller. No encontro o secretário se inteirou das demandas do local. O médico veterinário responsável pelo espaço, Marcelo Telles Queiroz, apresentou o projeto de construção de uma sala para o ensino de educação ambiental.  “Hoje, temos que aliar o lazer à educação ambiental. Recebemos muitas pessoas interessadas em aprender mais sobre a nossa fauna e flora. Com uma sala voltada ao ensino teremos uma boa oportunidade de atender essa demanda”, explicou Queiroz.  Silva disse que os pedidos do veterinário serão encaminhados à Secretaria de Obras, para que sejam avaliadas e executada.