Início Colunas O que “rola” nas redes

O que “rola” nas redes

Em sua página no Facebook, o morador de Paulínia e ex-funcionário da prefeitura Eduardo Figueiredo, vinculado ao PSC, pelo que indicam as fotos em seu perfil público, postou um vídeo na última terça-feira (6) fazendo uma análise pessoal sobre a candidatura de Du Cazelalto (PSDB) na eleição suplementar agendada para 1º de setembro.
O vídeo foi gravado antes do prazo final para o registro dos candidatos, por isso, a análise de Figueiredo começa com a informação de que Cazellato estaria registrando sua candidatura naquela semana, juntamente com seu candidato a vice-prefeito, Paulo Camargo Júnior, o sargento Camargo (PSDB).
No registro, Figueiredo chama a atenção para o fato de Cazellato ter como vice justamente um ex-integrante da Comissão Processante (CP) que investigou o ex-prefeito Dixon Carvalho e 13 vereadores, por suposta troca de favores. Na descrição sobre o vídeo, ele diz “um candidato a prefeito que foi conivente com um governo corrupto e dava risadas quando dois baderneiros contratados para agredir a população em sessão da Câmara municipal agora tem um vice que lutou para caçar o G13, como pode essa pouca vergonha…”
Pela denúncia, o então prefeito teria sido blindado de apurações em contratos emergenciais da merenda e coleta de lixo, cada um com valor superior a R$ 13 milhões, e teria compensado 13 parlamentares por meio de manobra que resultou em 68 nomeações para cargos de confiança.
Não houve comentários sobre a postagem do vídeo, que pode ser acessado pelo link https://www.facebook.com/eu.figueiredo.12764/videos/2355496934544556/UzpfSTEwMDAwMjUyODE3ODcwNToyMzYwNTIzOTU3Mzc1MTg3/ .
As conclusões a respeito do assunto ficam a cargo dos leitores do Tribuna.