Início Paulínia Padre Paulo realiza dedicação da nova Matriz com 90% das obras finalizadas

Padre Paulo realiza dedicação da nova Matriz com 90% das obras finalizadas

a3-5663543A comunidade católica paulinense recebe um presente na próxima sexta-feira, 20. Nesta data será reinaugurada a Igreja Matriz, como é conhecida a Paróquia Sagrado Coração de Jesus. Depois de 7 anos o pároco e padre Paulo, irá receber o Arcebispo Dom Airton José dos Santos da Arquidiocese de Campinas, autoridades locais e o prefeito José Pavan Junior (PSDB) para celebrar o ato ecumênico que celebrará a reinauguração da nova igreja.

O jornal Tribuna de Paulínia entrevistou com exclusividade o padre Paulo César Gonçalves Ferreira, sacerdote que desde 2005 é responsável pela Paroquia Sagrado Coração de Jesus, composta por cinco comunidades.

Jornal Tribuna: Padre como e quando o senhor tomou a decisão de realizar essa obra?

Padre Paulo: As obras da primeira fase da igreja Matriz começaram em 2009. À época fui chamado de “maluco” por alguns fiéis, pois, a igreja tinha problemas que sempre eram resolvidos e depois voltavam. O pessoal arrumava uma goteira, pintava e ia fazendo os reparos sempre que precisava.

O finado padre Antônio também foi chamado de louco quando num passado não muito distante decidiu construir a Igreja Matriz num local onde só havia “mato”, pois, a cidade ainda se concentrava apenas ao redor da Avenida José Paulino.

Com a ajuda da comunidade e de milhares de parceiros levei adiante a ideia. Lançamos um desafio para a comunidade e as pessoas não tinham ideia do que se passava na minha cabeça. Fizemos um novo prédio com novos espaços.

Além de novas torres, uma nova arquitetura externa e interna, salas, sacristia e secretaria a Matriz viu sua capacidade aumentar. Sentados antes cabiam 700 pessoas e partir de sexta 1000 pessoas. De pé o número subiu de 1000 fiéis para 1500 expectadores.

Jornal Tribuna: E quanto custou essa obra?

Padre Paulo: Não falo em números e também não agradeço nenhuma pessoa em especial, pois seria injusto. Mais de 3 mil pessoas contribuíram com essa realização. Cada um doando o que podia, mas o mais importante foi que toda comunidade acreditou e apoiou. Seja doando dinheiro, seja doando materiais, seja doando mão de obra, ou seja, participando dos eventos que fizemos para arrecadar verbas.

Jornal Tribuna: Padre quando a igreja será reinaugurada?

Padre Paulo: A dedicação da Igreja Matriz Sagrado Coração de Jesus acontecerá na próxima sexta-feira, 20, a partir das 19h com um ato cívico e em seguida às 19h30 terá início a celebração eucarística com a presença do Além do arcebispo, o prefeito José Pavan Junior (PSDB) e a primeira dama e presidente do Fundo de Solidariedade de Paulínia estarão presentes, assim como vereadores, secretários, vereadores e representantes de outras religiões.

Para que tudo ocorra da melhor forma possível uma comissão já trabalha a alguns dias com foco apenas no ato de dedicação.

É claro que bate o nervosismo, mas temos pessoas focadas neste ato

padre (2) (1)Jornal Tribuna: A Matriz já está sendo procurada para receber casamentos?

Padre Paulo: As igrejas de Paulínia estão sendo procuradas por pessoas de fora da cidade, pois a beleza dos espaços chama a atenção de toda RMC (Região Metropolitana de Campinas

Algumas pessoas querem casar aqui, pois pais ou avôs também casaram e querem manter a tradição. Já temos cerimonias para este ano e procura para 2017.

Além da Matriz, realizamos obras, expansões e melhorias nas demais comunidades que compõem a Paróquia e estão nos bairros São José, Jardim Planalto, Betel e Centro.

Jornal Tribuna: Quando começa a próxima fase?

Padre Paulo: Quando acontecer a dedicação da igreja Matriz, as obras estarão 90% concluídas e a segunda fase de revitalização de todo o espaço terá início.

A primeira fase da obra foi priorizada. Nesta nova fase o ritmo tende a diminuir e o lado externo da paróquia será alvo de intervenções e melhorias.

Jornal Tribuna: Padre essa obra tirou o sono do senhor?

Padre Paulo: Com certeza muitas e muitas noites de sonos por causa da grandiosidade. E com certeza o nervosismo vai aparecer na dedicação, mas temos pessoas trabalhando para tudo acontecer da melhor forma.

Jornal Tribuna: Padre o que o senhor faz nas horas vagas?

Padre Paulo: Ultimamente não há tempo vago, mas sou corintiano, porém não ando acompanhando muito futebol. Gosto de assistir jornais e filmes de comédia, suspense e romance, além dos programas de culinária. Meu hobby hoje é cozinhar e prefiro as culinárias italiana e mineira.

Jornal Tribuna: O novo papa é admirado por muitos. A comunidade sente o reflexo dessa admiração?

Padre Paulo: É preciso tirar o chapéu para o Papa Francisco. Com seus atos sentimos que a igreja voltou a ganhar novos fiéis e voltou a crescer.

Jornal Tribuna: Há algum versículo da Bíblia que o senhor sempre lembra quando pensa nesta obra?

Padre Paulo: Tem um que está na carta do apóstolo Paulo para Gálatas.

“Fui crucificado juntamente com Cristo. E, desse modo, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim. E essa nova vida que agora vivo no corpo, vivo-a exclusivamente pela fé no Filho de Deus, que me amou e se sacrificou por mim”.