Início Paulínia Palestras de prevenção ao câncer de mama dão tom à campanha do...

Palestras de prevenção ao câncer de mama dão tom à campanha do “Outubro Rosa” para as paulinenses

A presidente do Fundo Social de Solidariedade, Lucila Pana, também participou dos encontros
A presidente do Fundo Social de Solidariedade, Lucila Pana, também participou dos encontros

Nas palestras, o secretário de Saúde Ricardo Carajeleascow, que é médico ginecologista e cirurgião oncológico, falou da importância dos cuidados da saúde da mulher

 

A Prefeitura de Paulínia, por meio da Secretaria da Saúde e com o apoio do Fundo Social de Solidariedade, realizou na quarta-feira (19) três palestras sobre a conscientização e a prevenção ao câncer de mama. As atividades integram as comemorações do “Outubro Rosa”.
As palestras aconteceram nos CRAS (Centro de Referência em Assistência Social) dos bairros Monte Alegre 4 e João Aranha, e no Centro de Oncologia. Mais de cem pessoas participaram dos eventos. A presidente do Fundo, Lucila Rodrigues Alves Pavan, participou dos encontros nos CRAS.
Pela manhã, no CRAS do João Aranha, um grupo de cerca de 60 mulheres e homens puderam acompanhar a palestra do secretário municipal da Saúde, Ricardo Carajeleascow, que é médico ginecologista e cirurgião oncológico. Ele falou da importância dos cuidados da saúde da mulher.
“O câncer da mama não aparece só em mulheres, mas nos homens também. Claro que incidência é muito maior nas mulheres. Por isso, a prevenção é o melhor caminho para cura. Quanto antes descobrir, maiores são as chances de cura. Por isso os exames preventivos são importantes todos os anos de serem feitos”, disse.
No período da tarde, no CRAS do Monte Alegre 4, para um grupo menor, o secretário repetiu as orientações do período da manhã e salientou a importância da prevenção do câncer de colo do útero. No Centro de Oncologia, a palestra foi dada pela médica Anna Valéria de Britto.
“Fiquei muito feliz com a palestra. Tem muita gente ainda que é desinformada. A prevenção é um muito importante. Além da doença, evita uma série de constrangimentos, um deles o mutilamento, que para nós mulheres é muito desagradável”, disse a manicure Maira Cristina, de 31 anos, moradora do bairro Jequitibá.
Além do secretário da Saúde e de Lucila Pavan, participaram dos encontros nos CRAS a secretária da Promoção e Desenvolvimento Social, Mara Ferrari, e do secretário da Defesa Civil, André Bubenick, além de funcionários dos centros.

CRAS
O CRAS do João Aranha está localizado à Rua Saturnino de Brito. Nº 438. Já o do Monte Alegre 4 está à avenida Antonio Batista Piva, 1.614. Ambos têm mais de 5 mil famílias inscritas e fazem cerca de 350 atendimentos por mês.