Início Paulínia Projeto integra mais de 300 alunos  

Projeto integra mais de 300 alunos  

PROJETOEm Paulínia, uma iniciativa inovadora beneficia com atividades esportivas e culturais 319 alunos de 6 a 11 anos matriculados na EMEF “Professor Dr. José Dalmo F. B. de Mattos”, do bairro Dona Edith de Campos Fávero — Morro Alto, por meio do projeto “Integrar Arte e Vida”.

O projeto é uma parceria, por meio de Termo de Cooperação, entre a Prefeitura de Paulínia, a Associação Nacional de Esportes (ANE) e a empresa Ipiranga.

As modalidades oferecidas na escola estão divididas entre aulas de Judô (quatro turmas), Canto/Coral (seis turmas) e Ballet Clássico (oito turmas), oferecidas no contra turno escolar, ou seja, das 8 às 11 horas (para quem estuda no período da tarde) e das 14 às 17 horas (para quem estuda no período da manhã).

O projeto teve início no segundo semestre de 2015, com a adequação em multifunção de uma sala, com instalação de barras de ballet, espelhos, doação de equipamentos como violão, teclado e aparelho de som, além dos tatames utilizados para aula de judô, materiais enviados pela ANE e Ipiranga. Houve etapas como inscrição, tabulação e atendimento dos inscritos.

O presidente da ANE, Marcelo Camargo dos Santos, proporcionou tudo que foi necessário para implantação do projeto e há ainda a visita mensal do Coordenador do Projeto em Paulínia, Gerson Kuhl Lilo.

Para a secretária de Educação, Regina Marciana, “Esse projeto é de grande enriquecimento para o repertório cultural dessas crianças, além dos conhecimentos que são agregados numa metodologia de forma lúdica e prática. É uma parceria que está dando muito certo e as crianças permanecem mais tempo na escola e com muito prazer.”

Parceria de sucesso

A Ipiranga patrocina o projeto por dois anos, e após esse tempo, a Associação Nacional de Esportes busca novas parcerias e patrocinadores para manutenção e continuidade do mesmo.

Segundo o professor responsável pela Direção da EMEF, Everaldo da S. Navarrete, “a parceria com a Prefeitura e a ANE vem de encontro aos Projetos “Cantando a gente faz história” e “Despertar: semeando valores e colhendo felicidade”, desenvolvidos no primeiro e segundo semestre, respectivamente, em 2016 pela Unidade Escolar, favorecendo a construção de conhecimentos pessoais e sociais por meio do desenvolvimento de habilidades globais e positivas, fundamentadas no trabalho de formação do caráter, da ética, da humanização, além de ampliar a disseminação cultural e esportiva e favorecer o sentimento de pertencimento dos pais com relação à escola”, destaca o professor.

E completa: “Entre as crianças há muitos talentos escondidos esperando esse tipo de oportunidade para aflorarem. Temos a certeza que daqui sairão artistas e esportistas que representarão nosso município. Ressaltou também que pode ser o início de uma contribuição para ampliação do ensino para período integral, uma meta definida no Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE/MEC)”, conclui Navarrete.