Início Empresarial Rota das Bandeiras assume manutenção na estrada da Rhodia

Rota das Bandeiras assume manutenção na estrada da Rhodia

Rota das Bandeiras fará manutenção na estrada da Rhodia
Rota das Bandeiras fará manutenção na estrada da Rhodia

Acordo com a Prefeitura de Campinas viabiliza manutenção de três vicinais na região

A concessionária de pedágio Rota das Bandeiras firmou acordo com a Prefeitura de Campinas para assumir a conservação e a manutenção das três principais estradas vicinais da região: a Estrada da Rhodia, no distrito de Barão Geraldo; a ligação entre Campinas e o distrito de Joaquim Egídio; e a vicinal José Bonifácio Coutinho Nogueira, que liga a Rodovia dos Bandeirantes a Valinhos.

O assunto estava pendente desde 2008, por causa de discrepâncias técnicas, mas na manhã de quinta-feira, dia 29, a administração municipal de Campinas e a Agência de Transportes de São Paulo (Artesp) chegaram a uma definição sobre a diferença de nomenclatura existente entre o previsto no contrato de concessão e o indicado pelo município.

Os detalhes foram acertados em seguida com a concessionária. A Prefeitura de Campinas foi representada neste encontro com a Rota das Bandeiras pelo subprefeito de Barão Geraldo, Valdir Terrazan.

A partir desses entendimentos, a Rota das Bandeiras passa a assumir os trabalhos de conservação e manutenção das seguintes vicinais: ligação de 3,1km entre o distrito de Joaquim Egídio e Valinhos, com início no Km 122 da Rodovia D. Pedro I (SP-065); a popularmente conhecida como Estrada da Rhodia, em Barão Geraldo, 4,3km de extensão, entre o condomínio Rio das Pedras e Paulínia; vicinal de Sousas, numa continuação da Rodovia Heitor Penteado – SP-081. (Nesse caso, o trecho sob responsabilidade da Rota das Bandeiras tem 3,8 km, entre a Rodovia D. Pedro I e a primeira rotatória do distrito, próximo ao Supermercado Pão de Açúcar).

Segundo a Rota das Bandeiras, num primeiro momento, o trabalho consistirá na execução de um Programa Intensivo Inicial, com seis meses de duração, e a execução das seguintes atividades: poda em revestimento vegetal, tapa-buraco, revitalização e substituição da sinalização horizontal e vertical e limpeza de drenagem.

A obrigação de manutenção exclui a parte urbana das vicinais. De acordo com o convênio, a concessionária é responsável exclusivamente pela manutenção e conservação dessas vicinais, exatamente da mesma forma em que foram recebidas quando do início dos trabalhos. A fiscalização de trânsito nas vicinais permanece sob responsabilidade do Poder Público Municipal, bem como a fiscalização do uso e ocupação do solo.