Início Destaques Secretaria de Recursos lança Projeto ‘Dignidade da Deficiência com Eficiência’

Secretaria de Recursos lança Projeto ‘Dignidade da Deficiência com Eficiência’

O encontro aconteceu no Salão Nobre da Prefeitura de Paulínia

O Programa de Humanização e Acolhimento do Servidor (PHAS) da Secretaria de Recursos Humanos lançou (dia 30), no Salão Nobre do Paço Municipal, o Projeto Inclusão e Acessibilidade do Servidor Público – Dignidade da Deficiência com Eficiência. A proposta é atender com qualidade o funcionário público, valorizando e oportunizando o espaço de escuta, acolhimento e orientação.

O Projeto é uma iniciativa da Secretaria de Recursos, mas com a indicação de uma funcionária pública, que vivencia problemas de compreensão no setor de trabalho. O encontro foi bem recebido pelos servidores, que debateram vários pontos, que irão promover e efetivar ações informativas e educativas junto às chefias e local de trabalho.

Foram feitas duas dinâmicas pela assistente social do Centro de Referência em Dependência Química, Ana Maria Berger Leonardo, e pela psicóloga da Secretaria de Educação, Marister Aparecida Gomes de Godoi, onde foram formados grupos para debater os obstáculos encontrados no ambiente de trabalho, e cada grupo expôs suas necessidades e barreiras encontradas, tais como: falta de compreensão do outro por conta da limitação; preconceito; lentidão na efetivação da acessibilidade, e quando acontece a adequação é sempre feita de forma errada já que o deficiente nunca é ouvido; falta de saídas de emergências para cadeirantes  nos prédios públicos; falta de preparo das chefias, algumas abusam esquecendo as limitações, outras não exploram a capacidade; mobiliário inadequado; telefones para pessoas com problemas auditivos; cursos de Libras (Linguagem Brasileira de Sinais); e servidores que trabalham na educação colocaram a ausência de intérprete no ENEP (Encontro Nacional de Educadores), local de trabalho duvidoso, entre outros temas.

A assistente social da Secretaria de Recursos Humanos, Eliete Maria da Silva, que dirigiu a reunião, se propôs a fazer encontros bimestrais com os funcionários, para que juntos busquem soluções concretas para destruição das barreiras, tornando o dia a dia das pessoas portadoras de deficiência mais confortável. “Essa necessidade é vista como prioridade pelo PHAS, vamos nos empenhar para que essa interação seja feita, pois o grupo não é pequeno e essas pessoas precisam de um olhar especial frente às dificuldades que elas encontram. A Administração não tem medido esforços para melhorar a qualidade de vida do trabalhador”, afirmou Eliete.