Início Política Tiguila pede alterações na concessão de Bolsa de Estudos

Tiguila pede alterações na concessão de Bolsa de Estudos

Para o vereador, o benefício da bolsa deve ser oferecido também para os alunos que já foram contemplados no Curso Técnico e querem ingressar na faculdade
Para o vereador, o benefício da bolsa deve ser oferecido também para os alunos que já foram contemplados no Curso Técnico e querem ingressar na faculdade

Vereador sugere ao Executivo que alunos que já se beneficiaram com a bolsa em cursos técnicos, também possam ser contemplados para ingressar em universidades

As proposituras do vereador Tiguila Paes (PRTB), demostram a preocupação do edil na área da Educação, principalmente com os estudantes universitários. Ele apresenta duas indicações que sugerem alteração na Lei Municipal nº 3.077/10 que regulamenta a concessão da Bolsa de Estudos.
Na pauta da 14ª sessão ordinária, a Indicação 656/14 do parlamentar sugere a implantação do sistema de “Reavaliação dos Subsídios da Bolsa Educação”, para estudantes contemplados que comprovadamente tiveram queda na renda familiar.
O benefício prevê subsídios de 30% a 100% do valor das mensalidades, de acordo com a renda familiar mensal dos beneficiados. Para Tiguila a renda familiar dos estudantes contemplados acaba oscilando para menos, durante o período dos cursos, com duração mínima de 2 anos e máxima de 5 anos.  A família passa a ter sérias dificuldades para continuar custeando os 70% da mensalidade que lhe cabe, pois a Lei não prevê revisão da porcentagem do benefício, nestes casos. “Sem alternativa, já que a renda familiar caiu, muitos estudantes acabam obrigados a abandonar os estudos e o sonho de um futuro melhor para ele e sua família”, justifica.
Em outra indicação pede a alteração no parágrafo IV, do artigo 8º da mesma lei da Bolsa de Estudos, que seja custeado o estudo superior dos estudantes que já cursaram o ensino técnico subsidiado pela prefeitura. “Várias pessoas têm questionado o vereador porque estudantes contemplados no passado com a bolsa de estudo técnico não podem concorrer ao benefício para cursar o ensino superior. Muitas pessoas apenas com o curso técnico têm dificuldades de ingressar no mercado de trabalho, pois a maioria das vagas com as melhores remunerações e chances de crescimento profissional exige formação universitária especifica” finaliza sua propositura.