Início Empresarial USP e São Judas vencem Desafio de Design Odebrecht Braskem

USP e São Judas vencem Desafio de Design Odebrecht Braskem

O Desafio contou com a participação de seis instituições de ensino, com cursos tradicionais de Arquitetura e Design
O Desafio contou com a participação de seis instituições de ensino, com cursos tradicionais de Arquitetura e Design

Na terceira edição do concurso, estudantes universitários criaram mobiliários urbanos em plástico

Ocorreu na quinta-feira (25), a cerimônia de premiação do 3º Desafio de Design Odebrecht Braskem, iniciativa que mobilizou universitários a criarem novas soluções para mobiliários urbanos, utilizando o plástico como matéria-prima. Nesta edição, os vencedores foram a Universidade São Judas Tadeu (SP), com o projeto Áurea, na categoria Social; e a Universidade de São Paulo (USP), que integra pela primeira vez a disputa, com o projeto Wow, elaborado para a categoria Kids. O Desafio é promovido por Odebrecht Realizações Imobiliárias e Braskem, em parceria com Tramontina e Freso, com a coordenação da agência de design Mais Packing.

“Cada vez mais as grandes cidades necessitam de estruturas capazes de integrar os espaços e a  sociedade, garantindo a boa ocupação das áreas públicas. Daí a importância de tratarmos dessa temática, valorizando as vantagens das peças em plástico e fomentando o conhecimento de futuros profissionais”, destaca Mônica Evangelista, responsável por desenvolvimento de mercado de Polipropileno na Braskem.
Na avaliação de Paulo Aridan Mingione, diretor Regional da Odebrecht Realizações Imobiliárias para o mercado paulistano, a grande recompensa do Desafio de Design é o aprendizado que ele traz às partes envolvidas. “Todos ganhamos com esse intercâmbio de ideias. Unir experiência e criatividade é a melhor forma de chegarmos a soluções que, além de satisfazerem as necessidades atuais de urbanismo, trazem benefícios para as gerações seguintes”, diz.
Os grupos premiados apresentaram peças com design arrojado, que misturaram funcionalidade, sustentabilidade e inovação. Com origens diferentes, o projeto Áurea foi idealizado por alunos da Universidade São Judas Tadeu, que procuraram trazer a natureza próxima ao público.
Já a concepção do projeto Wow veio de estudantes da USP. O objetivo era criar um playground inusitado e criativo, proporcionando sentidos e sensações diferentes para as crianças em espaços mutáveis.
Cada equipe recebeu um prêmio no valor de R$ 15.000 e terá suas peças instaladas em três espaços de convivência de empreendimentos da Odebrecht Realizações Imobiliárias, todos na Zona Sul da capital paulista: Parque da Cidade, Praça São Paulo e Projeto Nações Unidas.

A disputa
O Desafio contou com a participação de seis instituições de ensino, com cursos tradicionais de Arquitetura e Design. Para se preparar, os alunos selecionados foram contratados como estagiários por quatro meses na agência de design Mais Packing, parceira do projeto. Durante esse período, os jovens tiveram a oportunidade de participar do dia a dia da agência e todo o processo de criação teve a orientação de seus profissionais, além de ter diversas palestras técnicas sobre o tema. A comissão julgadora foi composta por arquitetos e designers renomados, representantes da Braskem, da Odebrecht Realizações Imobiliárias, Tramontina e Freso.