Início Empresarial 3º Desafio Design Odebrecht Braskem promove reflexão sobre mobiliário paulista

3º Desafio Design Odebrecht Braskem promove reflexão sobre mobiliário paulista

3º Desafio Design Odebrecht Braskem promove reflexão sobre mobiliário paulista
3º Desafio Design Odebrecht Braskem promove reflexão sobre mobiliário paulista

Na nova edição do concurso, estudantes universitários terão a missão de criar mobiliários urbanos usando o plástico como matéria-prima

As empresas Odebrecht Realizações Imobiliárias (OR) e Braskem, em parceria com a Tramontina e Freso, lançam a 3ª edição do projeto Desafio de Design Odebrecht Braskem. Com a consultoria da agência de design Mais Packing, a disputa entre estudantes universitários visa gerar oportunidades de interação entre os acadêmicos e o mercado de trabalho através de ações práticas para a criação de novas soluções para mobiliários urbanos que poderão ser utilizados por usuários de espaços públicos e empreendimentos imobiliários. Para isso, os universitários deverão utilizar o plástico como matéria-prima, tendo como objetivo promover novos conceitos e aplicações aos móveis do cotidiano, ressaltando valores como inovação, praticidade e sustentabilidade.

Neste ano, o tema central foi escolhido pela relevância e espaço que o mobiliário urbano vem ganhando nos últimos tempos nas grandes cidades mundiais, dentre elas São Paulo. O assunto foi dividido em duas categorias: Social, para o desenvolvimento de cadeira, mesa e banco; e Kids, voltada à produção de playgrounds. A ideia é fomentar a criação de peças diferenciadas e inovadoras, que misturem funcionalidade, sustentabilidade e design, oferecendo ao cidadão conforto e um ambiente amistoso; e que se tornem elementos de referência e identidade de um local, colaborando esteticamente para a paisagem urbana.
Seis instituições de ensino, com cursos tradicionais de Arquitetura e Design, participam do Desafio: Centro Universitário Belas Artes de São Paulo, Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP), Universidade Presbiteriana Mackenzie, Universidade Paulista (Unip), Universidade São Judas Tadeu e Universidade de São Paulo (USP), que integra pela primeira vez a disputa. Ao longo de quatro meses, período de desenvolvimento dos projetos, os estudantes estagiarão na agência de design Mais Packing e contarão também com a orientação de profissionais da área. Os projetos vencedores serão instalados em três espaços de convivência de empreendimentos da Odebrecht Realizações Imobiliárias, todos na Zona Sul da capital: Parque da Cidade, Praça São Paulo e Projeto Nações Unidas.
“Nossa ideia é estimular jovens talentos a desenvolver aplicações inovadoras utilizando o plástico. Ao conhecer o potencial de aplicação da matéria-prima, os futuros profissionais serão capazes de criar peças que atendam às necessidades do meio urbano e reflitam as principais vantagens do plástico, com altos níveis de acabamento e qualidade ainda em expansão”, afirma Walmir Soller, diretor do negócio de Polipropileno da Braskem.
Nas últimas edições os resultados demonstraram criatividade, forma e funcionalidade em diferentes segmentos. Os móveis produzidos em 2013, por exemplo, estão hoje na área de convivência do Edifício Odebrecht São Paulo e integram a 5ª mostra Jovens Designers, realizada no Museu da Casa Brasileira (MCB), instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo. A exposição apresenta um painel da produção dos estudantes brasileiros da área, reunindo produtos e protótipos de 63 universitários de oito estados.
Para a Odebrecht Relações Imobiliárias, abrir espaço para os jovens criadores de São Paulo vai ao encontro do perfil dos empreendimentos que receberão os trabalhos vencedores. “Tanto o Parque da Cidade, quanto o Praça São Paulo e o Nações Unidas primam pelo estímulo à convivência entre seus ocupantes e o público em geral, se tornando, além de vitrine, o local ideal para os mobiliários urbanos que serão projetados pelos designers”, declara Paulo Aridan, diretor regional da OR.
A comissão julgadora será composta por representantes da Braskem, da Odebrecht Realizações Imobiliárias, um arquiteto e um arquiteto urbanista renomados, representantes da Tramontina e da Freso, fabricante de playgrounds e produtos em plástico. A universidade vencedora será conhecida em agosto e receberá como prêmio o valor de R$ 15 mil.

Sobre o Desafio de Design

O Desafio surgiu durante a elaboração do projeto de interiores do empreendimento. Em vez de buscar arquitetos ou designers renomados, as empresas decidiram por um processo que envolvesse jovens talentos do design brasileiro. A proposta de utilizar o plástico como o material das peças de mobiliário da praça de convivência busca mostrar a versatilidade dessa matéria-prima, inclusive em aplicações corporativas, e a possibilidade de seu uso de forma prática e sustentável, com seu menor impacto ambiental. Entre as principais vantagens do plástico estão redução de peso, facilidade no transporte, durabilidade, resistência e ergonomia, que permite trabalhar formas complexas. Além disso, o plástico é 100% reciclável.