Início Empresarial Braskem desenvolve iniciativa para valorizar plástico pós-consumo

Braskem desenvolve iniciativa para valorizar plástico pós-consumo

O objetivo é atuar em parceria com diferentes públicos da cadeia de consumo na criação de iniciativas inovadoras e sustentáveis que ampliem o uso de plástico pós-consumo
O objetivo é atuar em parceria com diferentes públicos da cadeia de consumo na criação de iniciativas inovadoras e sustentáveis que ampliem o uso de plástico pós-consumo

Plataforma Wecycle busca novas aplicações para o plástico reciclado e deve auxiliar marcas e varejistas a se adequarem às exigências da Política Nacional de Resíduos Sólidos

A Braskem lançou na Feiplastic 2015 a Wecycle, uma plataforma de valorização de resíduos plásticos por meio do desenvolvimento de soluções, produtos e processos envolvendo a reciclagem de Polietileno, Polipropileno e PVC. O objetivo é atuar em parceria com diferentes públicos de relacionamento da cadeia de consumo, como brand owners, transformadores e recicladores, na criação de iniciativas inovadoras e sustentáveis que ampliem o uso de plástico pós-consumo.
Agora, a empresa está em busca de oportunidades pelos diversos elos da cadeia para elaborar projetos customizados, que podem contemplar a criação de produtos com conteúdo reciclado pós- consumo, melhorar aplicações já existentes desses materiais ou viabilizar usos mais nobres. Além disso, também podem ser desenvolvidas certificação ou qualificação de processos e ações de responsabilidade socioambiental ligadas ao mercado de reciclagem no Brasil. O Wecycle também surge como uma alternativa para que marcas e varejistas consigam se adequar às exigências da Política Nacional de Resíduos Sólidos, uma vez que apoia o desenvolvimento de soluções para os resíduos plásticos, reduzindo então o volume de lixo que seria descartado em aterros.
À medida que os projetos forem apresentados à Braskem, serão avaliados critérios econômicos, ambientais e sociais, bem como desafio tecnológico da solução. A empresa oferecerá sua expertise e suas instalações para desenvolver as iniciativas. Um exemplo de viabilidade é a parceria com a Starbucks para produção de cestos de lixo a partir de copos de plástico reciclados e borra de café.
Segundo a Abiplast –Associação Brasileira da Indústria de Plástico, do volume total de materiais descartados em aterros e lixões no Brasil, o plástico representa 13,5%, e é o principal produto reciclável que é descartado em vez de ser reutilizado. O potencial ambiental e econômico desperdiçado com a destinação inadequada de plástico é em média de R$ 5,08 bilhões por ano de acordo o Ipea – Instituto de Pesquisas Econômica Aplicada (2012).