Início Região Câmara de Indaiatuba aprova repasse de R$ 1,58 milhão para empresa de...

Câmara de Indaiatuba aprova repasse de R$ 1,58 milhão para empresa de ônibus

Repasse de até R$ 529,9 mil mensais será feito à Sancetur por três meses

A Câmara Municipal de Indaiatuba aprovou nesta quarta-feira, 22 de abril, um Projeto de Lei do prefeito Nilson Gaspar que prevê um repasse de R$ 1,58 milhão para a empresa de ônibus Sancetur, que opera na cidade com o nome SOU Indaiatuba.
Desta forma, a Prefeitura está autorizada a subsidiar o transporte coletivo em até R$ 529.920,00 por mês, por até três meses. O valor mensal soma R$ 1,58 milhão (R$ 1.589.760,00) para equilibrar o contrato de prestação de serviços.
A proposta teve oito votos favoráveis e três contrários. Os vereadores que apoiaram o projeto foram Pepo, Cebolinha, Januba, Silene Carvalini, Figura, Chiaparine, Arthur Spíndola e Massao kanesaki.
Por sua vez, os parlamentares Edvaldo Bertipaglia, Ricardo França e Alexandre Peres foram contra.
“O PL do Executivo Municipal visa subsidiar a passagem do usuário, garantindo a manutenção do serviço e da tarifa sem aumento de valores para o passageiro”, informou a Prefeitura, em nota.
Por meio de nota, a Sancetur diz que por conta da crise originada pelo novo coronavírus, a empresa passa por dificuldades financeiras.
A empresa alega ainda que os subsídios no projeto de lei não são para a empresa, mas para manter empregos e a continuação dos serviços.
Segundo trecho da nota, a quantidade de usuários do sistema público de transporte coletivo despencou para aproximadamente de 13% da usual e a empresa tem que tomar suas medidas de redução de gastos para continuar existindo e prestando serviço, bem como tentando manter o emprego de nossos colaboradores e reitera que “o subsídio não é para a empresa, mas sim para a garantia da continuidade do serviço público, como modicidade tarifária e manutenção dos empregos”.
(Jessica Marques para o Diário do Transporte)

Artigo anteriorCovid-19: voluntários produzem máscaras para profissionais de Paulínia
Próximo artigoGuarda Municipal de Cosmópolis já realizou mais de 60 orientações a comércios desde o início da quarentena