Início Política DIREITO DE RESPOSTA – JORNAL TRIBUNA MENTE SOBRE A CANDIDATURA DE DU...

DIREITO DE RESPOSTA – JORNAL TRIBUNA MENTE SOBRE A CANDIDATURA DE DU CAZELLATO E SARGENTO CAMARGO, E JUÍZA DÁ DIREITO DE RESPOSTA AOS CANDIDATOS DA COLIGAÇÃO PAULÍNIA COM ATITUDE

Jornal Tribuna utilizou de inverdades para atingir a campanha de Du Cazellato e Sargento Camargo, e assim beneficiar outros concorrentes ao cargo de prefeito e vice, em Paulínia. Já não é a primeira vez que o Jornal é obrigado a se retratar por denegrir a imagem de Du Cazellato. Na última edição, o Jornal voltou a atingir Du Cazellato. Veja o despacho da Juíza Eleitoral, Marta Brandão Pistelli, que acatou o pedido de direito de resposta da Coligação Paulínia com Atitude: “Com efeito, a análise da notícia veiculada é sufi ciente para a conclusão de manipulação da informação de forma a denegrir a imagem do candidato da coligação representante (no caso, Du Cazellato e Sargento Camargo), em benefício de concorrente”. Continua o despacho: “de rigor, assim, o deferimento dos pedidos de urgência para o fim de determinar a retirada imediata da matéria impugnada do sítio eletrônico do veículo de imprensa citado bem como a suspensão da circulação e distribuição de novos exemplares do periódico impresso com a matéria impugnada, ficando determinado o recolhimento, em 24 horas, dos exemplares em circulação”. O PSDB de Paulínia realizou uma única convenção partidária para decidir quem seriam os candidatos a prefeito e a vice. A convenção foi realizada dentro da legalidade, já que o diretório do partido tem soberania para convocar e realizar a convenção, conforme consta do estatuto. Portanto a convenção realizada no dia 26 de julho, dentro da legalidade, aprovou as candidaturas de Du Cazellato a prefeito e do Sargento Camargo a vice. A partir daí, como sempre ocorre em Paulínia, pessoas com interesses estranhos começaram a se articular para não querer que Du Cazellato e Sargento Camargo sejam candidatos. Por que será? Essa é a pergunta que todos estão fazendo na cidade. Para Du Cazellato, a sua vitória “representa um basta em tanta confusão que se instalou em Paulínia”. Portanto, “quem é favorável que a bagunça na prefeitura continue, quem é favorável que a nossa cidade fique ocupando as manchetes policiais, não quer a nossa vitória”, disse Du. Segundo Cazellato, ele já deu mostras do que é capaz de fazer. Na Presidência da Câmara, através de medidas moralizadoras conseguiu economizar mais de 10 milhões de reais que foram devolvidos à prefeitura. Quando ocupou por poucos dias a cadeira de prefeito, demitiu comissionados, enviou uma reforma administrativa, beneficiando o servidor público efetivo, que geraria uma economia ao município calculado em cerca de 22 milhões de reais. Diminuiu valor de contrato de fornecedores e entregou o Pauliprev aos servidores públicos. Du Cazellato é um candidato diferente dos políticos de Paulínia. Ao contrário dos que fazem o dinheiro sumir, Du Cazellato faz o direito aparecer. Atitudes como essa não agrada quem deseja a bagunça. Portanto, diz Du Cazellato, “quem não quer que as coisas andem direito, também não quer que eu seja candidato”. “Mas para essas pessoas a justiça já mandou o recado, porque nós somos candidatos sim e se Deus quiser vamos tirar nossa cidade dessa enrascada”, finalizou.
DIREITO DE RESPOSTA PARA A COLIGAÇÃO PAULÍNIA COM ATITUDE – EM ATENDIMENTO A DETERMINAÇÃO DO DIGNO JUÍZO DA 323ª ZONA ELEITORAL DO ESTADO DE SÃO PAULO (PAULÍNIA), NOS AUTOS DA REPRESENTAÇÃO Nº 0000072-92.2019.6.26.0323.