Início Paulínia Estado vai entregar duas clínicas de saúde em Paulínia

Estado vai entregar duas clínicas de saúde em Paulínia

O Governo do Estado prevê a entrega de 31 clínicas do tipo Unidade Básica de Saúde (UBS) em 15 municípios da Região Metropolitana de Campinas (RMC), entre junho e outubro: Campinas (6 unidades), Cosmópolis (2), Indaiatuba, Itatiba (5), Jaguariúna (2), Holambra, Monte Mor (2), Morungaba, Nova Odessa, Paulínia (2), Santa Bárbara D’oeste (2), Vinhedo, Arthur Nogueira, Pedreira e Sumaré (3). As novas unidades vão ampliar o acesso à rede pública de saúde e também a qualidade do atendimento – uma reivindicação de municípios da RMC.
As obras fazem parte do lote do programa Saúde em Ação, parceria inédita da Secretaria de Estado da Saúde com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), que prevê a construção e reforma de 166 serviços de saúde em cinco regiões paulistas. Do investimento total para o programa, de R$ 826 milhões, 70% são provenientes do BID e outros 30%, do tesouro estadual.
Em 9 de junho, o governador Márcio França esteve na região para anunciar o investimento de R$ 25,4 milhões para a construção de mais dez Clínicas/UBS, cujas obras devem ter início até julho. Ainda está prevista a conclusão de um Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) em quatro cidades: Campinas, Cosmópolis, Santa Bárbara D’Oeste e Valinhos. No total, serão 45 unidades (UBSs e CAPS) a serem entregues na RCM, por meio do programa Saúde em Ação.

UBS

As unidades são entregues equipadas aos municípios com 359m² de área construída. As clínicas do tipo UBS são consideradas as portas de entrada do Sistema Único de Saúde (SUS) e têm capacidade de realizar, em média, cerca de 1,8 mil atendimentos por mês, entre consultas médicas e odontológicas. Nas UBSs, os pacientes também recebem vacinas, curativos e inalações, além de coletar sangue para exames laboratoriais. Os equipamentos também abrigam ações de promoção e prevenção da saúde. O atendimento humanizado é outro diferencial.

AME e DRS

O Saúde em Ação viabiliza obras nos Vales do Jurumirim e do Ribeira, no Litoral Norte e nas regiões de Campinas e Itapeva. O investimento total é de R$ 826 milhões. Na RMC, R$ 268 milhões são investidos em 76 obras, incluindo a construção e reforma de 65 clínicas do tipo UBS e um novo Ambulatório Médico de Especialidades (AME), que já está sendo construído na cidade de Campinas.

Outra obra viabilizada pelo programa é a reforma da sede da Diretoria Regional de Saúde (DRS) de Campinas. O valor da obra é R$ 17,3 milhões.