Início Paulínia Hospital de Paulínia terá estágio para estudantes de medicina

Hospital de Paulínia terá estágio para estudantes de medicina

Alunos da PUC estarão no HMP já na próxima quarta-feira. Eles ficarão supervisionados por médicos professores no pronto-atendimento e também no núcleo interno de regulação
Alunos da PUC estarão no HMP já na próxima quarta-feira. Eles ficarão supervisionados por médicos professores no pronto-atendimento e também no núcleo interno de regulação

Programa para médicos residentes já funcionava na cidade e foi extinguido no início do ano 2000

O Hospital Municipal de Paulínia já foi o local de trabalho de médicos residentes vindos de universidades da região. Pensando em resgatar essa relação, a Prefeitura de Paulínia firmou um convênio com a PUC-Campinas, uma das instituições de mais prestígio no país, para o estágio de estudantes de medicina no hospital.

“Dessa forma, a Prefeitura de Paulínia resgata a relação com a instituição universitária, o que foi quebrado no início dos anos 2000”, afirmou o secretário municipal da Saúde, Ricardo Carajeleascow.

De acordo com ele, um dos objetivos com a medida é tornar a rede municipal de saúde de Paulínia um polo formador em medicina, e também de atualização constante das informações na área da saúde.

Segundo a Secretaria da Saúde de Paulínia, a intenção é de que em 2017 a rede municipal de saúde (unidades básicas de saúde, o hospital e outras unidades) passe a receber também os médicos residentes.

Ainda de acordo com a Secretaria da Saúde, também se analisa a possibilidade de convênio para estágio de estudantes de outros cursos, como odontologia, psicologia, fisioterapia, entre outros.

 

Atividades

Os novos estagiários começam a atuar na unidade já na próxima quarta-feira, dia 3 de agosto. Eles ficarão supervisionados por médicos professores no pronto-atendimento e também no núcleo interno de regulação.

Serão, em média, 14 estudantes por mês. Seis deles ficarão no atendimento clínico do pronto-atendimento. Outros quatro atuarão no atendimento ginecológico, enquanto outros quatro ficarão na regulação.

Os estudantes estão do 5º ano do curso de medicina da PUC-Campinas e estão na fase das aulas práticas. No 6º ano, a prática continua. Após a conclusão do curso, os médicos formados ainda têm a residência.

Os 14 estudantes se revezarão todo mês, para que novos alunos possam tomar conhecimento na prática do aprendizado oferecido em sala de aula e também nos laboratórios da universidade campineira.

A rede municipal de Paulínia tem cerca de 300 médicos, número dentro dos parâmetros recomendados pelos órgãos de saúde, na relação médico versus número de habitantes. O município tem cerca de 97 mil moradores.

Artigo anteriorCerca de 3,7 mil servidores participam do Enep
Próximo artigoBombeiros recebem novos equipamentos de trabalho