Início Paulínia Instituto Sou da Paz premia trabalho conjunto entre GM e PM com...

Instituto Sou da Paz premia trabalho conjunto entre GM e PM com 2º lugar

Membros das forças de segurança de Paulínia comemoram o prêmio recebido em São Paulo
Membros das forças de segurança de Paulínia comemoram o prêmio recebido em São Paulo

Entre as 645 cidades do Estado, Paulínia ficou em segundo lugar na 7ª edição do Prêmio Polícia Cidadã, do Instituto Sou da Paz, com o Projeto “União de Forças – Paulínia Segura”. A premiação aconteceu na noite desta quinta-feira, 19, no Teatro Municipal de São Paulo.

A conquista do prêmio veio com o projeto que consiste na integração entre a Guarda Municipal (GM) e Polícia Militar (PM) de Paulínia, por meio de reuniões periódicas de acompanhamento de indicadores criminais e planejamento conjunto de ações preventivas no território como base no mapeamento, via aplicativo de georreferenciamento.

A atuação ampliou a presença ostensiva das forças de segurança pública em atuação no município e fomentou espaços de monitoramento e avaliação permanente envolvendo secretarias municipais e o Conselho Municipal de Segurança Pública – CONSEG.

O prefeito José Pavan Junior (PSDB) parabenizou à iniciativa do projeto e expressa a felicidade em poder fazer parte deste acontecimento tão significativo para cidade.

“É uma honra muito grande para nossa cidade receber um prêmio desta envergadura, sempre sonhei em ver o trabalho da Guarda Municipal ser reconhecido, pois temos uma das melhores Corporações do Estado, ainda mais em parceria com as Polícias Militar e Civil, que desenvolvem um ótimo trabalho em Paulínia. A segurança do nosso povo sempre foi e sempre será uma das prioridades da minha administração”, frisou Pavan.

Segundo o secretário de Segurança Pública Fábio Feldman, o projeto é um instrumento que vem angariando bons resultados para redução da criminalidade na cidade.

“O projeto constatou a redução de mais de 30% nas ocorrências de roubos nas três modalidades priorizadas pela ação: roubo a transeuntes, roubo de veículos e furto de veículos”, comentou Feldman.

De acordo com o capitão Comandante da Polícia Militar de Paulínia, Rafael Cambuí, Paulínia enfrenta vários desafios na área de segurança pública e isto sempre o incomodou na busca de soluções para uma cidade mais fraterna e mais justa.

“Este projeto com a Guarda Municipal e a Polícia Civil, onde semanalmente nos reunimos e discutimos todos os crimes que aconteceram na semana anterior e planejamos o uso das forças ostensivas de segurança para a redução do crime, resultou neste excelente trabalho que agora é reconhecido com a premiação. Estou muito orgulhoso”, disse Cambuí.

Os três projetos mais bem colocados foram:

1º lugar – Central de Ações de Prevenção de Delitos (CAPD), da 2ª Companhia do 4º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano (BPM/M)

2º lugar – União de forças: Paulínia Segura, da 4ª Companhia do 8º Batalhão de Polícia Militar do Interior (BPM/I)

3º lugar – Plano de modernização do Decap: criação das equipes de polícia judiciária patrimoniais, do Departamento de Polícia Judiciária da Capital (Decap)

Prêmio Polícia Cidadã 

Delegado Marco Evangelista da Polícia Civil, uma das forças atuantes em Paulínia
Delegado Marco Evangelista da Polícia Civil, uma das forças atuantes em Paulínia

Desde 2003, o Instituto Sou da Paz, por meio do Prêmio Polícia Cidadã, identifica as boas práticas policiais que contribuam diretamente para a prevenção e redução da criminalidade e possam servir de referência para sua institucionalização e replicação nas diversas corporações policiais.

As ações escolhidas se destacaram pela aproximação com a comunidade, análise inteligente de dados, criatividade e a integração entre as polícias. “Acreditamos que com a merecida visibilidade e reconhecimento público é possível incentivar um novo padrão de policiamento e estimular novas iniciativas”, comenta Ivan Marques, diretor executivo do Sou da Paz.

As três melhores iniciativas anunciadas na noite do evento receberam prêmios em dinheiro, de R$ 20 mil para o primeiro lugar, R$ 12 mil para o segundo e R$ 8 mil para o terceiro, além de menções honrosas e voto popular.

O secretário comentou sobre a importância do prêmio para estimular os policiais. “Eu não tenho dúvida que a iniciativa do Instituto Sou da Paz é um incentivo para que o policial venha a aprimorar cada vez mais a sua intenção e a sua vontade de oferecer para o povo de São Paulo o que tem de melhor”, disse o recém empossado titular da SSP, Mágino Alves Barbosa Filho.

Trabalho em conjunto resulta na prisão de quadrilha que agia nos condomínios

A GM e a Polícia Civil prenderam na terça-feira, 17, dois integrantes de uma quadrilha que agia nos condomínios da cidade.

Os dois indivíduos suspeitos foram encaminhados à Delegacia de Polícia, onde foi registrado ordem de prisão temporária de 30 dias. Eles têm 18 e 19 anos, e são moradores da cidade.

O secretário Municipal de Segurança Fábio Feldman informou que novas prisões serão realizadas, pois existe um suspeito foragido, que já foi emitido mandado de prisão pela Justiça e outros estão em andamento.

No começo do mês representantes da Secretaria de Segurança Pública, da Polícia Militar e da Polícia Civil se reuniram com a Associação dos Condomínios de Paulínia (ACP) que representa cerca 12 mil moradores, onde agente da Secretaria de Segurança apresentou o trabalho de inteligência feito pela Guarda Municipal em parceria com Polícia Militar. O encontro foi intermediado pelo vereador Danilo Barros (PR).