Início Uncategorized Inversão de valores

Inversão de valores

Por causa de picuinha política e vaidade, o prefeito ameaça desabrigar cerca de 600 alunos do PIF (Projeto de Iniciação ao Futebol) do Paulínia Futebol Clube e mais uma vez castigar a população com um tipo de política barata e ultrapassada que ele faz questão de praticar, ou seja, dar fim a algo que já funciona e inventar algo similar. Ao invés de liberar a subvenção para um projeto que já beneficia e é referência da cidade, o xerife de Paulínia anda na contramão, desperdiça dinheiro público e atrasa a vida da população. Total inversão de valores.

Semanário abandonado

Recebi fotos esta semana de blocos do Semanário Oficial do Município jogados e apodrecendo no meio do mato. Sabe com qual dinheiro o Semanário é feito e distribuído? Com o nosso dinheiro! Sabem quem vai apurar? Ninguém! O mesmo dinheiro que serviria para compra de remédios, livros, manutenção de Paulínia, é gasto com o Semanário e precisa ser fiscalizado. E mais, dependendo de quem abandonou esses blocos, é porque alguma informação estava escondendo! Cadê a transparência e respeito com o dinheiro do nosso povo?

Fracasso de audiência

Você sabia que entre julho e setembro deste ano, a Secretaria de Saúde diz ter gasto R$ 38,76 milhões? Foi o que disse a secretária na audiência pública de quarta-feira. O difícil é saber onde é que esse dinheiro foi gasto se nem gaze tem no Hospital e os pacientes com câncer ficaram sem quimioterapia. Além disso, de munícipe, apenas o ex-presidente do Conselho da Saúde estava presente. A audiência foi um fracasso, assim como toda essa gestão da Secretaria de Saúde e de seu manda-chuva, o xerife do gabinete!

Audiência da Cultura

Vale lembrar que a Secretaria de Cultura não fez audiência esse ano e de acordo com o orçamento, vai dobrar seu recurso no ano que vem para R$ 45 milhões. Engraçado, no ano passado, fizeram o maior discurso de que tinham gasto bem menos dinheiro do que na gestão do Edson Moura e agora estão fugindo da audiência. O que acontece? O SWU pesou na conta? O Edson, quando gastou, criou um Festival de Cinema, construiu o Theatro Municipal e preparou toda a cidade para o evento. E eles? O que fizeram? O que vão fazer em 2012 que agora precisam dobrar o orçamento se nem os fornecedores a Prefeitura está pagando?

Paulínia na rede

Quem tem oportunidade deve aproveitar as redes sociais para mostrar sua indignação contra o abuso de poder e os maus tratos que vem demarcando a cidade nesses últimos três anos. O Facebook é uma ferramenta que vem contribuindo em muito para fazer a população acompanhar os desmandos e abrir os olhos. Esta semana, por exemplo, nossa eterna primeira-dama, Regina Mattos e Moura, publicou na rede que se Paulínia não tinha Certidão Negativa de Débito é porque na época do governo Pavan, eles não pagaram o INSS. Isso eles não divulgaram, né?

Natal do ‘apagão’

Todo mundo notou que Paulínia perdeu o brilho do Natal das Luzes criado pelo prefeito Edson Moura. Nesta época do ano, a cidade fervia de gente para ver as luzes e aproveitar o comércio incentivado pelas atrações; agora, as pessoas vêem uma decoração aqui e outra ali e logo vão embora. O comércio mesmo já desistiu de manter as funções até muito mais tarde e vai perder com isso. Para mim, Paulínia precisaria muito mais de um Natal mais valorizado do que um SWU, por exemplo, porque o dinheiro que circula durante as festividades e atrações do Natal realmente fica na cidade, enquanto o SWU é lucro só para quem é de fora!

Pense mais

“Uma consciência pura ri da calúnia mentirosa”. (Ovídio)