Início Paulínia IPEM localiza botijões de gás adulterados em Paulínia

IPEM localiza botijões de gás adulterados em Paulínia

A engarrafadora autuada em Paulínia agora tem 10 dias de prazo para apresentar sua defesa ao Ipem
A engarrafadora autuada em Paulínia agora tem 10 dias de prazo para apresentar sua defesa ao Ipem

Recipientes seriam comercializados fora do peso padrão. Fiscalização aconteceu em quatro engarrafadoras na cidade

Fiscais do Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo (IPEM) acharam irregularidades no peso de botijões de 13kg examinados em Paulínia. Quatro engarrafadoras de gás de cozinha de Paulínia foram fiscalizadas por equipes do Ipem entre os últimos dias 5 e 6.

Na Consigaz Distribuidora de Gás, na Rua Heitor Valentino de Souza, 337, no bairro Bonfim, havia menos de 13kg de gás em botijões. Das 32 amostras, cinco tinham erros – até 223 gramas abaixo do peso determinado.
A engarrafadora autuada em Paulínia agora tem 10 dias de prazo para apresentar sua defesa ao Ipem. A multa para esses casos pode chegar a R$ 1,5 milhão.
Além de Paulínia, os fiscais do Ipem fizeram blitzes em São Paulo, Bauru, Barueri, Guarulhos, Mauá, Joanópolis, Presidente Prudente, Jardinópolis e Ribeirão Preto.
Na ação nessas várias cidades do Estado, em média, os fiscais do Ipem encontram irregularidades em 25% dos lotes de botijões de gás de 13kg examinados. (Fonte: Ipem)

Artigo anteriorFalhas na iluminação pública cai de 22% para 6% em três meses
Próximo artigoPacientes têm novas consultas depois de cirurgia de catarata