Início Destaques Moradores do Flamboyant sofrem com ‘ataque’ de ratazanas e carrapatos

Moradores do Flamboyant sofrem com ‘ataque’ de ratazanas e carrapatos

 

Para os moradores, ratos e carrapatos estão saindo da mata que fica na Rua Francisca Luiza Grandin Beraldo: eles querem providências

Os moradores da Rua Alberto Belintani, no Jardim Flamboyant, estão preocupados com a quantidade de ratazanas que estão aparecendo no local. Apesar da limpeza da rua, não havendo lixo acumulado, os roedores estão por toda parte, inclusive dentro das casas. Segundo o aposentado José de Oliveira, que há 15 anos vive no bairro, em épocas de chuva o número de ratos aumenta. “Tem tanto bicho que você escuta, às vezes, eles passando pelo encanamento e aparecendo no vaso sanitário. Não sabemos mais o que fazer”, comentou.

De acordo com outra moradora, Fátima da Silva, os animais invadiram sua casa e podem ter sido responsáveis pela morte de seu cachorro. “Ele latia muito quando via um rato no quintal ou no muro. Um dia, amanheceu dois ratos grandes mortos no meu quintal e meu cachorro estava todo sujo de sangue. Achei normal, porque ele caçava mesmo, mas não deu uma semana e ele morreu. A pata dele começou a inchar demais e estava cheia de marcas, que eu acredito que tenha sido mordida de rato”, lembra.

Os moradores estão preocupados com doenças que podem ser transmitidas pelos ratos, como leptospirose, por exemplo, principalmente por haver muitas crianças na região. Para eliminar os ratos, eles contam que usaram vários tipos de veneno, mas a medida foi deixada de lado porque outros animais acabaram morrendo. “Meu gato achou o chumbinho e morreu. Agora não sabemos o que usar para acabar com esses ratos. É preciso que a Vigilância Sanitária nos ajude, antes que vire uma praga”, protestou Oliveira. Segundo os moradores, várias ligações para o órgão já foram feitas, mas não obtiveram resposta. “Eles falam que vão verificar, que vão fazer um serviço de desratização, mas ninguém aparece e isso já dura há vários meses”, ressalta.

Além dessa rua, a quantidade de roedores também está tirando o sono dos moradores da Rua Inaldo S.F.Carvalho, no mesmo bairro. Segundo a aposentada Vicentina de Matos, os ratos estão por toda parte. “É de dia, é de noite, qualquer hora você vê ratos por aqui. Sai de uma casa e entra em outra, depois sai do bueiro e vai pro meio do mato. É demais”.

Para os moradores do bairro, os roedores vem da mata próxima ao local. Segundo eles, havia muito lixo e entulho. “Há um tempo atrás, o caminhão da Corpus limpou a sujeira e agora, sem onde se esconder, eles foram para as casas mais próximas”, revela Fátima.

 Carrapatos

Outra preocupação é a infestação de carrapatos que ocorre também nas casas que ficam mais próximas da mata. Eles reclamam que o local está servindo de pasto para cavalos, o que atrai o parasita.

A representante comercial Agatha Menezes Fiorini, que tem filhas pequenas, disse que precisa limpar constantemente sua casa para evitar que as crianças sejam picadas. “É absurdo a quantidade de carrapatos que você encontra dentro de casa”.

Para tentar resolver também este problema, os moradores estão se unindo. “Estamos organizando um abaixo assinado para que a Prefeitura tome providências. Queremos que seja limpo e reformado esse campinho de futebol que fica ao lado da mata para que ele não seja usado para outros fins. A praça do Monte Alegre III também está abandonada”, relata. De acordo com ela, o abandono do bairro é notável. “Nem placa indicando o nome do bairro aqui tem”, finaliza.