Início Política Nani Moura é obrigada a tirar vídeo do Facebook novamente por conter...

Nani Moura é obrigada a tirar vídeo do Facebook novamente por conter fakenews contra Empresa Terra

A juíza eleitoral de Paulínia, Marta Brandão Pistelli, deferiu decisão contra Nani Moura, candidata à prefeitura, por divulgar notícias falsas em seu Facebook. A justiça pediu que ela retire do ar vídeo em que tenta manchar a reputação do concorrente, o prefeito Du Cazellato candidato à reeleição, sob pena de multa diária de R$ 10 mil. A prática de divulgação de fakenews é muito usada pela esposa do ex-prefeito Edson Moura, como o Jornal Tribuna vem mostrando há várias edições.
Em um vídeo, uma mulher (possivelmente atriz contratada) posa como apresentadora de telejornal e fala sobre suposto caso de vantagem financeira para a empresa Terra, responsável pelo transporte urbano municipal. O que é mentira.
Em sua decisão, a juíza escreve: O artigo 27, § 1º, da Resolução TSE nº 23.610/2019 estabelece que “a livre manifestação do pensamento do eleitor identificado ou identificável na internet somente é passível de limitação quando ocorrer ofensa à honra de terceiros ou divulgação de fatos sabidamente inverídicos”.
E completa afirmando que o conteúdo das publicações é ofensivo ao candidato e os fatos são inverídicos. “Evidente que a divulgação de tal conteúdo é prejudicial à escorreita condução do processo eleitoral, confundindo os eleitores, razão pela qual deve ser coibida” e finaliza falando que o não cumprimento pode acarretar multa diária de R$ 10 mil.