Início Colunas O fio de PDO (polidioxonona) Dra. Luana Queiroz Ferreira

O fio de PDO (polidioxonona) Dra. Luana Queiroz Ferreira

O fio de PDO (polidioxonona) ou fio de sustentação é a nova sensação no setor da dermatologia estética. Foi descoberto na Korea em meados de 2006, onde até hoje é conhecido como: ” Segredo das estrelas coreanas”.
Famoso pelo seu efeito de lifting (suspensão dos tecidos) tanto facial, quanto corporal, além disso promove a produção de colágeno-proteína, através da cicatrização ao redor do fio, e síntese de ácido hialurônico natural, resultando assim  no tratamento da  flacidez, tornando a pele mais firme, elástica, hidratada e mais jovem.
O fio é totalmente absorvível, entre 6 a 8 meses, sua espessura é tão fino quanto o fio de acupuntura, sua aplicação é minimamente invasiva, sua inserção é muito sutil pela derme.
A introdução do fio de PDO apresenta melhoria na aparência cerca de 10 a 30 dias e começam a síntese de proteínas naturais no corpo (colágeno e elastina), esse processo continua até 240 dias e seus efeitos estéticos até 36 meses.
Os principais locais de aplicação são:
Na face:  Papada , testa , bordas externas da sobrancelhas, pálpebra inferior (bolsa), bochechas, “dobras” naso-labial (bigode chinês), contorno da mandíbula , dentre outros.
No corpo: Pescoço, colo, tecidos flácidos, braço e abdômen.
Vale ressaltar que os efeitos são sempre naturais, não produz deformação ou alteração nos traços.  E lembre-se o melhor método além do tratamento é a prevenção. Cuide-se.

Dra. Luana Queiroz Ferreira, médica formada pela UGF, pós-graduada em Dermatologia pela ISMD, pós-graduando em Tricologia e implante capilar pela BWS , ganhadora do prêmio TOP OF MIND BRASIL 2020