Início Paulínia Pacientes do Cetreim recebem 31 aparelhos auditivos

Pacientes do Cetreim recebem 31 aparelhos auditivos

cetreim2Para melhorar a qualidade de vida e proporcionar autonomia para quem perdeu a audição, o Cetreim (Centro de Terapia e Reabilitação) entregou na manhã de terça-feira (04) 31 aparelhos auditivos para 21 pessoas. Alguns dos contemplados receberam um aparelho para cada ouvido. Em 2014, a administração do prefeito Edson Moura Júnior entregou 98 aparelhos auditivos para 62 pessoas.

O chefe do Cetreim, Anderson Nunes, explicou que os contemplados com os aparelhos auditivos ficam mais independentes, sentem-se mais uteis à família e sociedade, ativos na comunidade e aumentam a interação social. O investimento é feito pela Secretária de Saúde através da Prefeitura de Paulínia.
“Muitos idosos acabam ficando deprimidos por não ouvir. Com essa ação estamos trabalhando pela dignidade dessas pessoas, que fizeram muito por nós e merecem todo o nosso respeito. Estamos cumprindo o nosso papel como gestores públicos”, disse.
Nunes destacou ainda que Moura Júnior supervisiona de perto e dá todo apoio ao trabalho. “A orientação do prefeito e cuidar das pessoas e atuar em prol da cidadania”, afirmou.
A fonoaudióloga Rosangela Leite de Barros explicou que os contemplados recebem as orientações necessárias para se adaptarem da melhor forma possível à nova vida. “Se trata de um processo de adaptação. Os idosos ficam sabendo como devem usar, fazer a higiene e manutenções nos equipamentos”, contou.
Beneficiados
A moradora do bairro Calegaris Fátima Pinheiro Pegora, 59, contou que usou por dois anos um aparelho auditivo incompatível com as suas necessidades. Há quatro anos com problemas de audição, ela precisou de trinta dias para retirar o aparelho adequado no Cetreim. “Foi tudo muito rápido. Sou católica e agora vou conseguir participar melhor das minhas atividades religiosas”, comemorou.
A filha do aposentado José Joaquim da Silva Filho, 77, a autônoma Sandra Bernadeti da Silva, 47, disse estar feliz pelo pai. “Ele não ouvia nada. Com o aparelho ele terá mais qualidade de vida”.

Contratação
A fonoaudióloga Cristiana Abe, que começou a trabalhar na Prefeitura de Paulínia na segunda-feira (03), relatou que foi significativo, no segundo dia de serviço, ajudar idosos que perderam a audição a voltar a ouvir. “Cheguei para reforçar a equipe e estou muito satisfeita com os primeiros resultados de nosso trabalho”, afirmou.