Início Destaques Paulínia pleiteia anexação de bairros na Assembleia Legislativa de SP

Paulínia pleiteia anexação de bairros na Assembleia Legislativa de SP

Secretários de Paulínia participam de Audiência Pública na Assembleia Legislativa e pedem pela anexação de três bairros ao Município

A Administração Municipal enviou ontem, dia 9, os secretários Esdras Pavan, do Planejamento, Coordenação e Leonardo Espartaco Cezar Ballone, dos Negócios Jurídicos de Paulínia, acompanhados dos vereadores Marquinho Fiorella, Bonavita e Custódio e presidentes de bairros de Paulínia, para Audiência Pública na Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo com a Comissão de Assuntos Municipais para a anexação dos bairros Marieta Dian, Recanto das Águas e Jequitibá ao Município de Paulínia. Várias outras cidades estavam presentes e reivindicavam atenção especial aos deputados.

O secretário de Planejamento Esdras Pavan, durante sua explanação na Comissão de Assuntos Municipais, explica que até a Emenda Constitucional  de 1996, estabelecia o Parágrafo 4º do artigo 18 da Constituição Federal que “a criação, a incorporação, a fusão e o desmembramento de Municípios preservarão, farão por lei estadual, obedecidos os requisitos previstos em Lei Complementar estadual, e dependerão de consulta prévia, mediante plebiscito, às populações diretamente interessadas”, explica o secretário.

De acordo com o secretário, a Emenda Constitucional nº 15, foram introduzidas as seguintes inovações no reformado dispositivo constitucional: realização e divulgação de estudos de viabilidade municipal; extensão da consulta plebiscitária a todos os eleitores dos municípios envolvidos, e não apenas da área afetada e lei complementar federal para fixar o período permitido para alterações territoriais nos municípios.

Esdras enfatiza que os Estados do Ceara e Mato Grosso  implentaram com Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIN) e conseguiram no Supremo Tribunal Federal (STF) prazo de 24 meses para que o Congresso Federal faça a lição de casa, ou seja, aprove o projeto de lei que está há 13 anos na Casa de Leis. “Precisamos de um trabalho político para que as aprovações aconteçam o mais rápido possível, por isso fomos pedir o apoio dos vereadores.

O prefeito José Pavan Júnior tem urgência nessa aprovação, pois com a adesão à Paulínia os moradores desses bairros terão melhor qualidade de vida, pois a Administração Municipal já presta diversos serviços aquela população. “Com a anexação vamos garantir os serviços prestados e também proporcionar maior tranquilidade a aquela população, que há anos lutam por essa conquista importante”, ressaltou Pavan.
Após a reunião com a Comissão de Assuntos Municipais,  o grupo aproveitou para visitar diversos gabinetes de deputados para solicitar apoio para votação do PEC, pois caso isso aconteça os bairros serão anexados à Paulínia e a situação de diversas outras cidades do Estado de São Paulo também será resolvida.