Início Paulínia Paulínia recebe feira de economia criativa neste sábado

Paulínia recebe feira de economia criativa neste sábado

Evento gratuito é promovido pelo ‘Movimento Revitalizar’ e contará com atrações culturais e gastronômicas

Paulínia recebe neste sábado (07) o ‘Lagoa Cultural Feirinha e Arte’, evento voltado para fomentar a economia criativa na cidade. A programação acontecerá das 11h às 18h, na Praça Waldemar Perissinoto, mais conhecida como praça da Lagoa do João Aranha, e contará com exposição de artesanatos, feira livre, praça de alimentação e apresentações culturais. A entrada é gratuita.
Promovido pelo Movimento Revitalizar, o evento também tem o objetivo de incentivar a ocupação positiva da praça, conscientizando a população sobre a importância de preservar espaços públicos. “Além disso, queremos promover a economia criativa na cidade, através da apresentação do trabalho de artistas, artesãos e autônomos e chamar a atenção do poder público para a necessidade de revitalização do local”, explicou a coordenadora. Essa é a 1ª edição do evento.
Ao todo, 28 expositores já estão confirmados.

Atrações Musicais
Atrações musicais também farão parte da programação, que contará com a participação do Rapper Salatiel Magalhães, às 13 horas, da cantora de MPB, Maria Ildete, às 15 horas, e do grupo de Reggae Natidreads, às 17 horas.
O evento conta com o apoio da Prefeitura de Paulínia, que disponibilizou banheiros químicos, ponto de energia e limpeza do local.

Serviço
‘Lagoa Cultural Feirinha e Arte’
Dia 07 de dezembro, das 11h às 18h
Praça Waldemar Perissinoto – Lagoa do João Aranha
Informações: Viviane Ribeiro – (19) 99817-7311

Sobre o Movimento Revitalizar
O Movimento Revitalizar surgiu em 2015 com o objetivo de chamar a atenção do poder público e da população sobre a necessidade de preservação da Lagoa do João Aranha, situada na Praça Waldemar Perissinoto, em Paulínia. Desde o surgimento do projeto, coordenado por Viviane Ribeiro, o local recebeu diversas melhorias. Atualmente, o sonho do Movimento Revitalizar é tornar a praça um lugar cultural, de acolhimento, acessibilidade, convivência, fomentando nas comunidades e nas pessoas o sentimento de propriedade.

Artigo anteriorSecretaria de Esportes realiza São Silvestrinha neste sábado
Próximo artigoEspetáculo “Alladin” chega a Paulínia com tapete mágico voador