Início Paulínia Paulínia registra maior queda em empregos na construção dos últimos 9 meses

Paulínia registra maior queda em empregos na construção dos últimos 9 meses

Apesar da queda, município mantém saldo positivo no acumulado anual

 

O Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (SindusCon-SP), divulgou os dados de emprego do setor da construção civil referentes ao mês de maio de 2017. A pesquisa é realizada pelo  SindusCon-SP em parceria com a Fundação Getulio Vargas (FGV), com base em informações do Ministério do Trabalho e do Emprego (MTE).

Na cidade de Paulínia os empregos na construção civil recuaram mais de 4% segundo a pesquisa. Em números absolutos a cidade perdeu 66 postos formais de trabalho em maio deste ano, em comparação ao mês de abril. Neste mesmo comparativo, apenas Campinas e Rio Claro obtiveram saldo positivo em contratações. Entre as cidades atendidas pela regional do SindusCon-SP em Campinas e que entram na aferição mensal, Paulínia foi a que registrou maior queda.

“Os índices negativos estão oscilando à medida que o cenário político se desenrola e isso ainda requer atenção, pois influencia diretamente na confiança do empresário da construção”, pontua o diretor da regional do SindusCon-SP em Campinas, Marcio Benvenutti.

No acumulado de 12 meses a variação de Paulínia ficou positivo em 5,42%. Esse percentual equivale a 80 postos de trabalho a mais que o mesmo período do ano passado. O estoque acumulado de trabalhadores da construção civil para o mês de referência fechou em 1.557 postos formais de trabalho em atividade.