Início Região Rodado em Paulínia, “O Lucro Acima da Vida” estreia em Campinas

Rodado em Paulínia, “O Lucro Acima da Vida” estreia em Campinas

O filme foi rodado em locações nas cidades de Campinas e Paulínia. Cerca de 100 ex- funcionários da Shell/Basf atuaram como figurantes
O filme foi rodado em locações nas cidades de Campinas e Paulínia. Cerca de 100 ex- funcionários da Shell/Basf atuaram como figurantes

Longa que retrata a história da contaminação dos trabalhadores da Shell/Basf tem entrada gratuita

O longa-metragem, “O Lucro Acima da Vida”, uma ficção baseada em fatos reais e que conta a triste história de contaminação por agrotóxicos dos trabalhadores da fábrica da Shell/Basf em Paulínia, será exibido no Tetro Castro Mendes em Campinas, no dia 24 de fevereiro (terça-feira) e a entrada é gratuita. Os atores Deo Garcez e João Vitti estarão presentes nesta exibição.
O longa quer reverberar essa triste história para que casos como este não se repitam. Por causa de anos de contaminação por agrotóxicos, cerca de 70 ex-trabalhadores já morreram, a maioria, em decorrência do câncer. O filme mostra toda a luta dos ex-trabalhadores para conseguir levar o caso à justiça e ter o devido reconhecimento pelas autoridades competentes. O Caso Shell/Basf tem a maior indenização por dano moral coletivo já determinada pela justiça brasileira: cerca de R$200 milhões.

Elenco
No elenco atores experientes como Aílton Graça, que interpreta a Xana Summer na novela Império, Zezé Motta e Pedro Pauleey que estão na novela Boogie Oogie também da Globo, Deo Garcez que fez novelas como o Cravo e a Rosa(Globo) e Escrava Isaura (Record), João Vitti que também atuou na novela o Cravo e a Rosa e na série Milagres de Jesus da Record, e Denis Derkian ator que atuou em Malhação e na novela Insensato Coração (Globo).

O filme
O filme foi rodado em locações nas cidades de Campinas e Paulínia. Cerca de 100 ex- funcionários da Shell/Basf atuaram como figurantes.
O papel principal é do ator Deo Garcez que já atuou em novelas da Rede Globo e Record. Ele interpreta o coordenador da Atesq, Associação dos Trabalhadores Expostos às Substâncias Químicas, entidade que junto com o Sindicato dos Químicos Unificados de Campinas e região, encarou os 12 anos de batalha judicial.
Para o ator, a oportunidade de participar deste filme é única. “Fazer parte de um projeto como este, que trata de uma tragédia humana e ambiental, em que tantas vidas foram perdidas, e o sofrimento ainda perdura, certamente dignifica e dá sentido a qualquer artista preocupado com sua função social”, declara o ator.
João Vitti é quem interpreta o diretor do Sindicato dos Químicos, Arlei Medeiros “Meu desejo é que esse filme, além de ser um brado contra a ganância desmedida, seja porta voz das vítimas do caso Shell”, disse João.
A direção é de Nic Nilson, jornalista e cineasta que já roteirizou e dirigiu vários filmes como, Turma do Capi e Um Natal Diferente. “Vamos mostrar essa história pela lente de quem viveu, lutou e segue com uma vida transformada pela inconsequência dessas multinacionais que no exterior estavam proibidas de produzir os agrotóxicos que vieram manipular no nosso país”, lembra o diretor.
O longa foi produzido pela Atesq (Associação dos Trabalhadores expostos às substâncias químicas), Sindicato dos Químicos Unificados de Campinas e região e a Fetquim (Federação dos Trabalhadores do ramo Químico do Estado de São Paulo.) A produção contou ainda com centenas de doações de pessoas sensibilizadas e envolvidas na causa para finalizar o projeto

Serviço:
“O Lucro Acima da Vida” – Estreia em Campinas
Dia 24 – terça-feira, às 20h
Local: Teatro Castro Mendes – Rua Conselheiro Gomide, 62, na Vila Industrial, Campinas
Entrada gratuita
Assista ao trailer do filme em: www.tvmovimento.tv.br/caso-shell/o-lucro-acima-da-vida-trailer/