Início Região Rota das Bandeiras entrega obras de remodelação do Trevo de Valinhos

Rota das Bandeiras entrega obras de remodelação do Trevo de Valinhos

Sete alças foram construídas, em um total de 5,6km de novas pistas. Outros cinco dispositivos foram readequados, como a ampliação dos viadutos
Sete alças foram construídas, em um total de 5,6km de novas pistas. Outros cinco dispositivos foram readequados, como a ampliação dos viadutos

Novo dispositivo foi inaugurado pelo governador Geraldo Alckmin na manhã de segunda-feira, dia 14

A Concessionária Rota das Bandeiras entregou na manhã de segunda-feira, dia 14, a obra de remodelação do Trevo de Valinhos, localizado no km 8 do anel viário Magalhães Teixeira (SP-083). O dispositivo passou por mudanças profundas nos últimos dois anos e as novas alças beneficiam moradores de Valinhos e de Campinas.  O evento de entrega teve a presença do governador Geraldo Alckmin e de políticos da região, entre eles os prefeitos Clayton Machado (Valinhos) e Jonas Donizette (Campinas).

Sete alças foram construídas, em um total de 5,6km de novas pistas. Outros cinco dispositivos foram readequados, como a ampliação dos viadutos. Desta forma, os motoristas têm agora doze traçados à disposição, com pistas exclusivas que contemplam cada origem e destino. O Trevo de Valinhos tem volume diário médio de tráfego de 53 mil veículos. O investimento na remodelação foi de R$ 18,7 milhões, totalmente custeado pela Rota das Bandeiras.
“Um grande desafio nesta obra foi construir novas pistas em um terreno relativamente pequeno. O trevo tem agora as quatro alças tradicionais, só que com uma geometria diferente. Além disso, construímos outras pistas. Garantir caminhos exclusivos amplia a segurança e o conforto dos usuários”, explica um dos engenheiros responsáveis pela obra, Abner Toledo, da Odebrecht Infraestrutura.  Alguns números se destacam na obra: foram 230 mil m³ de movimentação de terra, o suficiente para encher 92 piscinas olímpicas; 15 mil toneladas de pavimento forma utilizados e 2.900 m3 de concreto.
Inaugurado em 2001, o Trevo de Valinhos não comportava mais o volume de tráfego atual e congestionamentos se tornaram uma rotina, sobretudo na saída do anel viário, sentido Anhanguera, para acessar Campinas ou Valinhos, que antes ocorria por uma única alça. A ampliação do dispositivo também era necessária por conta do prolongamento do anel viário. Até o fim do ano, a Rota das Bandeiras irá entregar o trecho entre a Anhanguera e a Bandeirantes. Deste modo, o anel viário passará a fazer a ligação entre as três rodovias mais importantes da região, já que em seu início se conecta à D. Pedro I (SP-065).
“Isso vai melhorar muito a logística. É uma obra estratégica para Valinhos, Campinas e para toda a região”, destacou Geraldo Alckmin, que também visitou a obra do prolongamento.
“A conexão entre estas três rodovias encurtará a distância percorrida e facilitará a escoação de produtos que entram e saem do Aeroporto de Viracopos. Com a remodelação do Trevo de Valinhos, este caminho passa a ocorrer sem pontos de gargalo, com boa fluidez por toda extensão do anel viário”, completou o diretor-presidente da Rota das Bandeiras, Júlio Perdigão.