Início Empresarial Rota das Bandeiras resgata tatu atropelado na D. Pedro

Rota das Bandeiras resgata tatu atropelado na D. Pedro

Animal da espécie tatu-galinha apresentava ferimentos leves, foi tratado e devolvido ao seu habitat nesta quarta-feira (13)

A Rota das Bandeiras, concessionária responsável pelo Corredor Dom Pedro, realizou no final da tarde da última quarta-feira, 13 de março, o resgate de um tatu-galinha (Dasypus novemcinctus L.), encontrado ferido no canteiro do km 118 da rodovia D. Pedro I, em Valinhos.

O tatu, adulto e de sexo indeterminado, foi achado por uma das viaturas de inspeção da Concessionária, que prontamente acionou o setor de Meio Ambiente para o resgate. Levado para a sede, em Itatiba, o animal passou por avaliações que constataram ferimentos leves na carapaça, sugestivo de um trauma típico de atropelamento.
Com todas as suas funções vitais e sensoriais em perfeito estado, o tatu foi reintegrado à natureza em uma mata marginal à rodovia D. Pedro I, próximo do local onde foi encontrado.
A Rota das Bandeiras conta com uma veterinária como prestadora de serviços. Especialista em animais silvestres, ela é acionada a cada caso. Há também convênio com a ONG ICMBio (Instituto Chico Mendes), que recebe animais de maior porte ou que necessitem de cuidados especiais.
Não é comum a ocorrência de tatu nas rodovias do Corredor Dom Pedro, embora a vegetação marginal seja propícia à espécie. Os animais silvestres mais comuns envolvidos em ocorrências são cobras, preguiças e macacos.

Coruja-preta

Esta é a segunda vez em um mês que a equipe da Concessionária Rota das Bandeiras realiza o resgate com vida de um animal silvestre na rodovia. No dia 12 de fevereiro foi resgatada ferida, no canteiro central da rodovia D. Pedro I, também em Valinhos, uma coruja-preta, espécie rara na região sudeste.
A coruja foi encaminhada ao Zoológico de Paulínia, onde atua a ONG ICMBio, tratada e solta novamente na natureza.