Início Política Secretário de Turismo pede exoneração

Secretário de Turismo pede exoneração

O ex-secretário de Turismo e Eventos, Jarbas Elias Zuri Junior, alegou ser muito difícil trabalho no governo Dixon

Essa é a 10ª baixa de secretariado no governo Dixon

O empresário Jarbas Elias Zuri Junior respondeu como secretário de Turismo e Eventos até ontem, 16. O ex-secretário havia sinalizado sua insatisfação com o governo antes mesmo do carnaval, mas deixou o cargo após o evento a pedido do prefeito Dixon Carvalho (PP).

De acordo com o Correio Paulinense, Zuri Junior deixou a pasta por considerar “muito difícil trabalhar no atual governo. De acordo com a reportagem, o ex-secretário disse não concordar com muitas coisas da administração pepista, reclamou que combina uma coisa com o gabinete e depois “eles mudam tudo ou voltam atrás” e, para não ter “mais aborrecimentos”, preferiu sair.

“Muito difícil trabalhar desta forma”. Desentendimentos com dois assessores do prefeito e o secretário Chefe de Gabinete, Reginaldo Vieira, também teriam motivado a saída do secretário de Turismo e Eventos.

Ao ser comunicado da exoneração pelo próprio secretário, o prefeito pediu para Zuri Junior esperar passar o carnaval. Ele, então, decidiu ficar no cargo sexta-feria, mas quem esteve à frente da organização do evento é o atual Chefe de Gabinete e ex-titular da pasta, Carlos Alberto Coelho, o Grilo.

Nomeado por Dixon presidente da Comissão Organizadora do Carnaval 2018, Zuri Junior também não participou das reuniões com a Secretaria de Governo, realizadas nos dias 2 e 8 deste mês e que definiram estratégias para realização do evento.

 

O empresário Zuri Junior desembarcou em Paulínia no mês de outubro passado, junto com o atual secretário de Administração Nilson Bonome. Ambos são do PMDB e foram “importados” pelo prefeito Dixon (PP) da Região do ABC, onde também exerceram cargos de secretários.

 

Baixas

Jarbas Elias Zuri Junior é a décima baixa no governo Dixon (PP). De fevereiro a dezembro do ano passado deixaram os cargos: Elisete Quadros (Negócios Jurídicos), Valmir Ferreira da Silva (Finanças), Rubens Ewald Filho (Cultura), Aristides Aparecido Ricatto (Governo), David Rodrigues (Turismo e Eventos), George Burlandy (Saúde), Fernanda Alves da Silva  (Recursos Humanos), Silvio Cesar Vieira Andrade (Finanças) e Claudio Ernani Marcondes de Miranda (Saúde).

 

Artigo anteriorConcurso do Pauliprev têm mais de 5,5 mil inscritos
Próximo artigoJustiça mantém decisão de afastar 13 vereadores