Início Paulínia Secretários e vereadores discutem estratégias contra desemprego

Secretários e vereadores discutem estratégias contra desemprego

O secretário Wilson Machado enfatizou que promoverá uma reunião com as empresas da cidade para discutir as questões apresentadas pelos edis
O secretário Wilson Machado enfatizou que promoverá uma reunião com as empresas da cidade para discutir as questões apresentadas pelos edis

Encontro discutiu a situação das terceirizadas que prestam serviço na Replan, políticas públicas para geração de empregos e a criação de frente de captação de currículos

A questão do desemprego foi foco da reunião articulada pelo vereador Tiguila Paes (PRTB), nesta quinta-feira, 25, na Câmara Municipal de Paulínia. Participaram do encontro os parlamentares Angela Duarte (PRTB), Fábio Valadão (PROS) e Gustavo Yatecola (PTdoB), os secretários municipais Wilson Machado (Indústria e Comércio), Sanzio Rodrigues (Negócios da Receita) e Clélia Sandra de Albuquerque Moraes (Promoção e Desenvolvimento Social), e trabalhadores da área civil.

Tiguila apontou a situação das empresas terceirizadas que prestam serviço na Replan (Refinaria do Planalto) e que não utilizam a mão de obra da cidade. Segundo dados apresentados pelo vereador, dos 1.400 trabalhadores da terceirizada de rotina, menos de 5% são de Paulínia.
Ao iniciar a reunião, o vereador repudiou a atitude do diretor geral da Replan, Claudio Pimentel, que, através de sua assessoria, disse que não poderia participar da reunião “porque a Estatal não pode se comprometer com ações desse tipo”.
Para tentar solucionar uma problemática antiga no município, Tiguila Paes sugeriu à Secretaria de Promoção Social programas eficientes e uma política de governo que trabalhe na geração de empregos como, criação de uma frente de captação de currículos dos profissionais qualificados e de iniciantes interessados em trabalhar na Refinaria. Além disso, foi discutida uma forma legal para obrigar as empresas a contratarem mão de obra local e foi proposto pelos vereadores aos secretários uma reforma tributária e fiscalização ao cumprimento de leis que determinam que as empresas que se instalarem na cidade deverão contratar um percentual de mão de obra paulinenses, feminina e deficientes.
Muitas questões foram abordadas, desde a questão das empresas que alugam residências por valores altos, fazendo com que o aluguel do município seja inflacionado, até os cursos de captação e qualificação oferecidos  na cidade como do Prominp, mas falta oportunidade de contratação.
O secretário Wilson Machado enfatizou que promoverá uma reunião com as empresas da cidade para discutir as questões apresentadas pelos edis e uma política de empregabilidade.
“Estou preocupado com a questão de emprego. A Replan vai investir R$ 2,1 bilhões nos próximos anos e em janeiro vai das início às obras da ‘parada na refinaria’ e queremos que os trabalhadores paulinenses sejam contratados”, ressaltou o vereador.