Início Cultura Sorria Paulínia leva brilho ao Carnaval sem recurso e de última hora...

Sorria Paulínia leva brilho ao Carnaval sem recurso e de última hora de Paulínia


 

O bloco “Sorria Paulínia” foi a sensação do “pobre” Carnaval de Paulínia

Com mais de 500 pessoas, o bloco “Sorria Paulínia” agitou e animou o “pobre” Carnaval de Paulínia no sábado, 9 de fevereiro. Simpatizantes do prefeito eleito pelo voto popular Edson Moura Junior (PMDB), escolhido por 20.385 pessoas, o que corresponde a 41,01% dos votos válidos, aproveitaram para realizar mais uma etapa de sua Campanha de Valorização de votos, quando deram seu apoio ao peemedebista, que substituiu o ex-prefeito Edson Moura.
Com essa ação, eles mostraram, mais uma vez, que tinham conhecimento da substituição e que não foram enganados.
Os participantes portavam cartazes pedindo que seus votos fossem valorizados, tudo de maneira pacífica. Animados, “levantaram” a grande maioria do público presente e que se mostrou solidário com a situação. Integrantes do bloco usavam máscaras de Moura Junior, Edson Moura e da ex-primeira dama e esposa de Moura, Regina de Mattos Moura, como forma de homenagem.
A dona de casa Andréia Silva, que votou no prefeito eleito, acompanhou a movimentação na Avenida José Paulino, e parabenizou os integrantes do bloco pela iniciativa. “É muito bom ver a população exercendo seu direito de cidadania. Foi bonito de ver as pessoas fazendo sua manifestação de maneira tranquila, e pedindo que seu voto seja respeitado. Eu mesma votei no filho do Edson (Moura Junior), e sabia em quem estava votando. A troca foi divulgada, teve carro de som, inclusive dos concorrentes falando que o Moura não ia ser mais candidato e até o juiz, divulgou nas escolas através de um papel sobre a troca. O voto do povo tem que ser respeitado”, disse a eleitora.

Carnaval de última hora
Ao contrário de anos anteriores, em 2013 o Carnaval de Paulínia deixou a desejar e a população apenas teve um dia de comemoração na rua José Paulino, em frente a Igreja São Bento.
Apenas uma banda se apresentou das 17h às 24h. Também os foliões não puderam contar com infraestrutura adequada para o “Carnaval de Rua”, proposto pela Prefeitura.
De acordo com dados da própria Prefeitura nas duas últimas edições mais de 150 mil pessoas participaram dos cinco dias de Carnaval. Nessa edição, apenas 6 mil pessoas compareceram ao local preparado para o evento.
A decisão da Prefeitura em realizar esse Carnaval aconteceu em menos de 20 dias, após muitas reclamações da população.