Início Empresarial Braskem inaugura Laboratório de Produtos Químicos Renováveis

Braskem inaugura Laboratório de Produtos Químicos Renováveis

O laboratório reúne diversos equipamentos de alto desempenho, como o HTS, o robô automatizado mais moderno em uso na América do Sul, capaz de multiplicar em até 1.000 vezes o trabalho de um pesquisador
O laboratório reúne diversos equipamentos de alto desempenho, como o HTS, o robô automatizado mais moderno em uso na América do Sul, capaz de multiplicar em até 1.000 vezes o trabalho de um pesquisador

Espaço localizado em Campinas desenvolve tecnologias sustentáveis com foco em inovação e competitividade

A Braskem, maior produtora de resinas termoplásticas das Américas, inaugurou no último dia 6 de junho, em Campinas, um laboratório de Pesquisa e Desenvolvimento. Com recursos de R$ 30 milhões para 2014, o espaço é voltado ao desenvolvimento de projetos relacionados à biotecnologia e processos químicos a partir de matéria-prima renovável, reforçando o compromisso da companhia por alternativas tecnológicas sustentáveis.

“A Braskem vem investindo de forma expressiva em inovação. Desejamos que o Brasil seja referência em pesquisa e desenvolvimento de rotas que aproveitem a vantagem competitiva do país em fontes renováveis”, comenta Edmundo Aires, Vice-presidente de Inovação e Tecnologia da Braskem.
O laboratório conta com 33 pesquisadores que atuam no desenvolvimento de rotas bioquímicas e químicas e de sistemas de purificação, buscando soluções viáveis em escala industrial. Entre os principais projetos estão tecnologias para a produção de propeno e butadieno verdes, engenharia metabólica de microorganismos e a melhoria contínua da tecnologia de eteno de fonte renovável, que é a matéria-prima usada para o plástico verde da Braskem.
Além de competências específicas, o laboratório reúne diversos equipamentos de alto desempenho, como o High Throughput Screening Robot – HTS, o robô automatizado mais moderno em uso na América do Sul e o primeiro para esta aplicação no Brasil, capaz de multiplicar em até 1.000 vezes o trabalho de um pesquisador.

Inovação
A inovação é um dos principais pilares do crescimento da Braskem. Em 2013, a empresa desembolsou R$ 200 milhões em pesquisas e projetos de inovação, valor que deverá ser mantido para este neste ano. Os dispêndios vêm sendo feitos tanto em profissionais especializados, capazes de lidar com processos de alta complexidade de gestão e tecnicidade, quanto em novos equipamentos e instalações.
Um importante reconhecimento da consistência deste trabalho foi a inclusão da Braskem no ranking 2014 das 50 empresas mais inovadoras do mundo, elaborado pela Fast Company, revista norte-americana de economia e negócios. A Braskem foi a única empresa brasileira (e a única empresa química) na lista, e obteve destaque por trazer ao mercado uma solução sustentável, o Polietileno de origem renovável (ou PE Verde). A conversão do etanol produzido a partir da cana-de-açúcar em eteno, matéria-prima do PE Verde, foi fundamental para participação na listagem, onde o selo ‘I´m green ™’, criado pela Braskem e aplicado em produtos que utilizam o PE Verde, garante a origem renovável da embalagem e de outros produtos.