Início Empresarial Dentista de Paulínia é credenciada exclusiva da R-Crio

Dentista de Paulínia é credenciada exclusiva da R-Crio

A dentista Daniella Rabassi de Lima é parceira exclusiva da R-Crio na cidade para realizar os procedimentos
A dentista Daniella Rabassi de Lima é parceira exclusiva da R-Crio na cidade para realizar os procedimentos

Centro de Tecnologia Celular, com sede em Campinas, realiza expansão e armazenamento de células-tronco do dente de leite

A R-Crio, Centro de Tecnologia Celular, localizada em Campinas, é especializada em isolamento, expansão e armazenamento de células-tronco obtidas a partir da polpa de dente de leite. Com o avanço da medicina, milhares de pesquisas com células-tronco em todo o mundo mostram que o armazenamento é um caminho sem volta na busca por tratamentos e pelo combate a diversas doenças.

As células-tronco da polpa do dente de leite vêm sendo estudadas para o uso na ortodontia, com aplicações na regeneração óssea e no transplante de tecidos dentais, orais e craniofaciais. Também são excepcionais para tratamentos neurológicos, além de serem peças-chave em estudos avançados para lesão da córnea (cegueira). Há promissores ensaios clínicos para tratamento da doença de Parkinson, de lesões medulares e esclerose múltipla.
De origem mesenquimal, as células-tronco do dente de leite têm funções e características diferentes das células hematopoiéticas, presentes, por exemplo, no sangue do cordão umbilical. Por isso, mesmo quem já fez a coleta e o armazenamento das células do sangue do cordão, no momento do nascimento, pode guardar células mesenquimais do dente de leite de seus filhos.
A extração do dente de leite para o armazenamento das células-tronco deve ser feita por um dentista credenciado e capacitado pela R-Crio. O profissional fará uma pré-consulta para assegurar a saúde bucal da criança e seu bem-estar durante e após a retirada do dente, além do êxito da coleta. “Nesta consulta, o dentista conhece o histórico da criança, identifica o dente que pode ser extraído e qual o momento mais adequado para este procedimento. Além disso, é feita a radiografia do dente e solicitado um exame de sangue para verificar se a criança possui alguma doença infectocontagiosa que desqualifica a criopreservação”, explica o fundador e diretor-presidente da R-Crio, Dr. José Ricardo Muniz Ferreira.
O dente de leite extraído deve ser transportado até a R-Crio em um prazo de 48 horas. Após a validação em todos os testes, as células-tronco são armazenadas em tanques de nitrogênio líquido a temperatura de -150°C ou inferior, segundo a norma RDC 09 de 2011, da Anvisa. As células ficam guardadas por tempo indeterminado, até que seu uso seja solicitado.

Paulínia
A região de Paulínia conta com um profissional credenciado. A dentista Daniella Rabassi de Lima é parceira exclusiva da R-Crio na cidade para realizar os procedimentos necessários para extração do dente de leite e envio do material para o laboratório. “A possibilidade de tratamento de diversas doenças a partir de células-tronco é algo fantástico. Dentre tantas coisas erradas que o ser humano faz hoje em dia, a ciência e a tecnologia é algo que se sobressaem, que vem pra somar”, afirma Daniella.