Início Paulínia Kiko renuncia ao cargo de “líder de governo”

Kiko renuncia ao cargo de “líder de governo”

Kiko publicou uma mensagem à população explicando os motivos de sua renúncia

“Não represento mais essa administração na Câmara”, diz Kiko
Vereador desistiu do título de ‘líder de governo’ e declarou estar insatisfeito com atos do poder Executivo paulinense

Durante a polêmica sessão de terça-feira (28), o vereador Kiko Meschiatti (PRB) anunciou seu desligamento da administração municipal como líder de governo.  Segundo o vereador, ele abriu mão do título porque está insatisfeito com os atos da administração do prefeito Dixon Carvalho (PP).

Fazendo o uso da palavra, Kiko disse que desde seu primeiro dia de mandato vem travando uma luta com o Executivo para que suas reivindicações sejam atendidas, mas que até o momento não conseguiu resultados satisfatórios.
Em sua página no Facebook, Kiko publicou uma mensagem à população explicando os motivos de sua renúncia. No texto, o vereador afirma que não consegue ser omisso aos problemas da cidade e foi justamente por essa conduta que teria sido eleito. “Não concordo com a maneira que a cidade está sendo administrada. Não posso continuar brigando com meus princípios, pois não foi para isso que hoje estou vereador”.
O vereador disse ainda que continuará honrando seus eleitores e defendendo os interesse da população. “É minha obrigação cobrar melhorias e fiscalizar a administração. É para isso que serve um vereador e é dessa forma que vou trabalhar”.
Confira o texto na íntegra:

 

Aos cidadãos Paulinenses,

Ontem na sessão me desliguei da liderança de governo, por estar travando uma batalha comigo mesmo, pois não estava sendo EU. Deixo claro que não consigo ser omisso aos problemas que nossa cidade vem passando… (hospital está a ponto de parar – cidade cheia de buracos, entulhos, mato alto, falta de medicamentos nos postos de saúde, pais precisando levar papel higiênico e sabonetes nas creches e emeis), enfim, não concordo com a maneira que a cidade está sendo administrada.
Não posso continuar brigando com meus princípios, pois não foi para isso que hoje estou vereador.
A função do vereador é fiscalizar, e é o que vou continuar fazendo, por isso que votei favorável à abertura da comissão de investigação, para que a denúncia fosse investigada, provada e apresentado a população toda a verdade, nada além disso.
Comigo a verdade será apresentada sempre!

Forte abraço um beijo no coração de todos e fiquem com Deus!
KIKO MESCHIATTI

Artigo anteriorPara Tiguila Paes, vereadores fugiram da responsabilidade
Próximo artigoEmpresa Filadélfia, que pretende substituir a Corpus em Paulínia, não tem qualificação para atuar na cidade