Início Paulínia Ladrão é morto por PM à paisana em saidinha de banco

Ladrão é morto por PM à paisana em saidinha de banco

O centro da cidade precisou ficar interditado para o trabalho dos peritos, o que atraiu curiosos
O centro da cidade precisou ficar interditado para o trabalho dos peritos, o que atraiu curiosos

Outro assaltante também foi baleado e tentou fugir, mas foi capturado quando entrava na cidade de Embu das Artes, na grande São Paulo. Ele está internado

 O assalto que parou o centro de Paulínia na tarde da última segunda-feira (14). Um bandido foi morto e outro tentou fugir mesmo baleado, após realizarem a “saidinha de banco”, uma espécie de assalto às pessoas que sacaram altos valores em agências bancárias, na Avenida José Paulino, pleno centro da cidade.

De acordo com informações da Guarda Municipal (GM), que apoiou a ocorrência, a vítima da tentativa de assalto, havia sacado R$ 4 mil no caixa do banco Itaú e seguiu para uma farmácia, que fica bem próxima, quando foi abordada por um dos assaltantes enquanto o outro aguardava fora da farmácia, em uma moto. Segundo a GM, o policial, que também trabalha como segurança em uma galeria de lojas próxima do local, percebeu a movimentação dos bandidos e interrompeu o assalto, dando voz de prisão ao bandido que estava portando uma pistola .380. O assaltante reagiu e atirou contra o policial à paisana, que revidou e acertou os dois assaltantes.
Atingido nas costas, o assaltante que estava na garupa da moto caiu, mas conseguiu se levantar e correu em direção ao sentido oposto da Avenida. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu em frente à uma pastelaria. Ele foi identificado como Danilo H. B. Carerá, de 24 anos.
O parceiro dele, mesmo baleado, tentou fugir de moto. Mais tarde, a polícia encontrou o veículo que tem placa da cidade de Embu das Artes, abandonado em um posto de combustíveis na Rodovia Zeferino Vaz. Testemunhas disseram que um carro, um Polo de cor prata, aguardava o assaltante no local e o alerta foi transmitido para as cidades da região.
Parte da Avenida José Paulino precisou ficar interditada por cerca de três horas para o trabalho dos peritos, o que atraiu muitos curiosos. “Nunca vi uma coisa dessas em Paulínia. Quando escutei os tiros, entrei correndo na padaria”, disse assustada a auxiliar de serviços gerais Joelma Cristiane Oliveira.
Já o publicitário Henrique Dome filmou a confusão para alertar os amigos. “Não deu para gravar o tiroteio, mas filmei grande parte. Vou mandar para meus grupos do WhatsApp e pedir pro pessoal tomar cuidado ao sacar dinheiro”.
No início da noite, o carro e o segundo assaltante foram localizados na entrada da cidade de  Embu das Artes, na grande São Paulo. Ele foi capturado e está internado sob escolta policial. No tiroteio, a vítima e o policial não se feriram. A arma do assaltante foi recolhida e o dinheiro foi recuperado e devolvido à vítima.