Início Paulínia Números oficiais comprovam queda nos investimentos da Saúde

Números oficiais comprovam queda nos investimentos da Saúde

Os serviços prestados (valores liquidados) para o HMP em 2016 foram de R$ 51.608.828,09 contra R$ 42.559.076,99 no mesmo período de 2017, o que representa uma redução de 17,53%

Mesmo discursando favoravelmente ao seu mandato aos investimentos de sua administração, o prefeito de Paulínia Dixon Carvalho (PP) tem diminuído os investimentos na saúde. Os números oficiais do Portal da Transparência comprovam as reclamações dos munícipes sobre a falta de medicamentos, insumos e serviços na rede.

Na comparação dos períodos de janeiro a maio, 2017 tem uma queda de 12,37% nos valores liquidados que são os serviços efetivamente prestados (remédios, insumos, exames, salários, etc). Em 2016 foram R$ 112.339.904,71. Já neste ano, até a última atualização em 18/06/2017, o volume de serviços que já geraram a obrigação de pagar foi de R$ 98.443.945,6, quase R$ 14 milhões a menos.
Comparando os empenhos – o dinheiro já reservado no orçamento – a queda também é visível: R$ 155.032.272,60 em 2017 contra R$ 161.766.168,40 no ano passado.
Os serviços prestados (valores liquidados) para o HMP em 2016 foram de R$ 51.608.828,09 contra R$ 42.559.076,99 no mesmo período de 2017, o que representa uma redução de 17,53%.
Já na rede básica de atendimento, dos R$ 29.567.857,68 em 2016, o número de 2017 é de R$ 26.281.545,52, queda de 11,11%.