Início Região Rota interdita faixas na SP-332 para readequação no pavimento

Rota interdita faixas na SP-332 para readequação no pavimento

O trabalho de recapeamento entre Campinas e Paulínia vai durar pelo menos um mês

A Concessionária Rota das Bandeiras iniciaram nesta sexta-feira um trabalho de reparo no pavimento entre os kms 114 e 121 da rodovia Prof. Zeferino Vaz (SP-332), que deve durar cerca de um mês. Para sua execução, serão necessários estreitamentos pontuais de pista no trecho. Os locais terão reforço na sinalização.

A primeira interdição aconteceu na faixa da direita do sentido Campinas-Paulínia, no km 115, um pouco depois do acesso ao distrito de Barão Geraldo. A faixa da esquerda terá fluxo normal. A programação de trabalho das equipes é das 7h às 16h, evitando assim o horário de pico da tarde, entre 17h e 19h. 

O serviço consiste na retirada do asfalto de pontos onde os engenheiros identificaram fissuras e na aplicação da uma massa mais densa, reduzindo sua capacidade de absorção de água. O reparo funcionará como um incremento à impermeabilização do asfalto instalado ali há cerca de quatro meses. 

Nos pontos que receberão o recape, haverá também reforço da impermeabilização entre a massa de asfalto aplicada e a base de 15 cm de cascalho e cimento que vem imediatamente abaixo. A previsão de término, considerando um índice médio de chuva, é para o final do mês de dezembro.  

As deformidades no asfalto novo foram constatadas com a intensificação das chuvas, principalmente a partir de novembro. Segundo o serviço de acompanhamento pluviométrico da Rota das Bandeiras, o índice de chuva em novembro, em Campinas, foi 75% maior do que o previsto. Em Paulínia, foi 35% maior.

A Concessionária ressalta que, para evitar maior transtorno aos usuários, aguardou o início do período de férias escolares e universitárias, cujo público representa boa parte do fluxo naquele trecho, para iniciar o serviço.

O ajuste na composição do asfalto mantém as características de “asfalto ecológico”, como é chamada a massa produzida com aparas de pneus descartados. Além de mais macio e resistente, o material é ecologicamente correto, já que dá destinação à borracha de pneus que seriam descartados na natureza.

Recuperação especial

A Rota das Bandeiras iniciou a recuperação especial com uso do asfalto ecológico da rodovia Prof. Zeferino Vaz no final de fevereiro, com estimativa de investimento de R$ 14,6 milhões. Do total a ser recuperado (25km de estrada), os trabalhos já foram executados do km 110 ao km 121,5.

Para o restante, o projeto já irá conter as adequações que estão sendo aplicadas no trecho já recuperado, garantindo índice ainda menor de problemas detectados.